Chape

SÉRIE A

Fluminense recebe a Chapecoense em confronto direto contra a degola

Após duas derrotas seguidas, o time do técnico Marcão quer aproveitar o jogo contra o vice-lanterna para se reabilitar

postado em 26/10/2019 06:45 / atualizado em 26/10/2019 11:34

 

<i>(Foto: LUCAS MERÇON / FLUMINENSE F.C)</i>
Novamente ameaçado pela queda à segunda divisão após duas derrotas consecutivas para Athletico-PR e Flamengo, o Fluminense gastou sua pouca gordura que tinha em relação à zona de rebaixamento e tem um duelo direto neste sábado. A equipe carioca enfrenta a Chapecoense, às 19h30, no Maracanã, em jogo da 28ª rodada da Série A do Campeonato Brasileiro.

Os dois resultados negativos deixaram o Fluminense no 16º lugar, com 29 pontos, apenas um a mais do que o Cruzeiro, que abre a zona do rebaixamento. O time tricolor tem dois duelos contra adversários que brigam contra o descenso. Depois da Chapecoense, o rival será o Ceará, que também está ameaçado de ser rebaixado.

E o Fluminense tem um retrospecto desfavorável contra equipes que estão na parte de baixo da tabela. No primeiro turno, foi derrotado em casa por CSA e Avaí, este último o atual lanterna do torneio.

"Vamos estudar bem para pegar essas equipes que também estão nessa parte da tabela. Vai ser uma semana muito importante, precisamos da equipe muito concentrada. Temos que elevar o mental da nossa equipe, porque serão jogos muito difíceis", disse o técnico Marcão.



Marcão treinou com Ganso entre os reservas nos últimos dias de preparação. O meia tem sido muito contestado pela torcida e saiu vaiado de campo nos últimos dois jogos. No lugar do camisa 10, o treinador testou o jovem atacante Marcos Paulo.

Se o garoto de 18 anos for mesmo titular, formará um trio ofensivo com Wellington Nem e Yony González, este no comando de ataque, e Nenê assumirá a função de Ganso na armação das jogadas.

O zagueiro Digão, recuperado de lesão na coxa direita, está à disposição de Marcão, mas ainda não é certo se vai atuar neste sábado. Não há jogadores suspensos, mas existem dois desfalques por lesão: os zagueiros Mascarenhas e Matheus Ferraz, que seguem no departamento médico se recuperando de suas contusões.

 

Chape ainda acredita

Penúltimo colocado do Brasileirão, com 17 pontos, a Chapecoense não vence há 12 jogos, e buscará encerrar o jejum neste sábado. No momento, faltando 11 rodadas para o fim da competição, a distância para o próprio adversário, primeiro time fora da zona da degola, é de 12 pontos. 

"Temos que seguir lutando, buscar nos últimos jogos uma postura honrosa. Temos que terminar honrando a camisa. O que vi aqui na Arena Condá, pais com crianças de colo debaixo de chuva. Temos que fazer alguma coisa para retomar de forma organizada a Chapecoense", avaliou o treinador Marquinhos Santos.

Além do rebaixamento iminente, o time corre o risco de terminar o Brasileirão com a pior campanha da era dos pontos corridos. Até o momento, o seu aproveitamento é o quarto na lista de piores da história, com 20,83%, empatado com o atual lanterna Avaí. O número supera apenas Paraná em 2018 (20,17%), Náutico em 2013 (17,54%) e América-RN em 2007 (14,91%).



Sem opções, Marquinhos Santos deve fazer apenas uma mudança em relação ao time que mandou a campo contra o Goiás, no empate por 2 a 2, na Arena Condá. Com o zagueiro Douglas suspenso, Maurício Ramos deve atuar ao lado de Rafael Pereira, até porque o experiente Gum sofreu uma fatura no pé e passará por cirurgia. 

O atacante Dalberto, recuperado de lesão, e o volante Augusto são as novidades da lista de relacionados. Serão opções para o segundo tempo. 

Tags: futnacional seriea chapecoensesc fluminenserj