Chape

CAMPEONATO BRASILEIRO

CSA trava duelo direto com a Chapecoense na luta para deixar zona de rebaixamento

Em caso de triunfo em casa, o time alagoano vai ultrapassar justamente o rival de Chapecó

postado em 08/09/2019 07:10 / atualizado em 08/09/2019 09:47

<i>(Foto: CSA/divulgação)</i>
Vindo de uma derrota por 1 a 0 para o Bahia e com apenas 12 pontos somados em 17 partidas disputadas em sua campanha no Brasileirão, o CSA enfrenta a Chapecoense neste domingo, às 19 horas, no estádio Rei Pelé, em Maceió, no confronto que fechará a penúltima rodada do primeiro turno da competição.

Em caso de triunfo em casa, o time alagoano vai ultrapassar justamente o rival de Chapecó, que tem 14 pontos e também está na luta direta para deixar a zona de rebaixamento da competição.

Na semana de preparação para o duelo, o técnico Argel Fucks surpreendeu no CSA ao fechar os treinos. O treinador não tem esse costume, mas optou pelo mistério após ter um áudio polêmico viralizado nas redes sociais. No entanto, a explicação para a sua decisão foi outra. Segundo o comandante, este expediente foi utilizado para não dar pistas ao adversário sobre como a sua equipe vai jogar em Maceió.

"Nunca fui um treinador de fechar o treino, mas preciso fechar e conto com a compreensão de vocês (jornalistas). Mas é um adversário que nos conhece muito. A Chapecoense conhece nosso trabalho, e a gente conhece o trabalho da Chapecoense. Dez, doze jogadores da Chapecoense trabalharam com a gente, então por isso que a gente acabou fechando o treino para traçar uma estratégia", afirmou o treinador, em entrevista coletiva.

Fucks tem alguns problemas para escalar o time titular. O treinador não poderá contar meia Euller e o atacante Bustamante, lesionados. Por outro lado, João Vitor retorna após cumprir suspensão automática e disputa posição com Dawhan. No ataque, Maranhão pode formar dupla com Alecsandro.

"A Chapecoense vive um momento parecido com o nosso, o time está brigando pra sair da zona incômoda. É um time com grandes jogadores, assim como tem grandes jogadores aqui. Nós temos que ter bastante atenção e não achar que porque a Chape está nessa situação, nós vamos ganhar. Muito pelo contrário, vai ser um jogo bastante difícil e temos que manter a concentração durante todo jogo", completou João Vitor.

Chapecoense

Sem poder contar com o meia Camilo, com uma lesão no joelho esquerdo, a Chapecoense enfrentará o CSA com um esquema ofensivo. O técnico Emerson Cris fechou a preparação da equipe em solo catarinense na última sexta-feira ensaiando um time com três atacantes.

Aylon ganhou a vaga de Léo Pereira, que formou o trio defensivo na partida frente ao Santos. O atacante formará o setor com Arthur Gomes e Everaldo. Outra novidade, mas no banco de reserva, é o lateral Roberto, que foi regularizado junto à CBF e ganhou condições de atuar em Alagoas.

"Todos os jogos serão decisões. A gente tem que se preparar forte, como estamos nos preparando para todos os jogos. Esse não vai ser diferente. É claro que muda a estratégia conforme o adversário, conforme os atletas que você tem à disposição para montar a equipe, mas independente disso a gente tem que fazer um bom jogo. Temos a necessidade dessa vitória", afirmou Emerson Cris.

O comandante ainda exaltou as virtudes da equipe da Chapecoense. "A gente melhorou muito a nossa postura e também em outros aspectos que nos incomodavam, como a posse de bola. O nosso poder de finalização também aumentou bastante, finalizamos muito. É no passo a passo. Corrigimos setor ofensivo, melhoramos posse de bola, melhoramos finalização. Agora, temos que fazer os gols, colocar a bola pra dentro, porque resolve uma partida é o gol", finalizou.

A Chapecoense vem de uma derrota para o Santos por 1 a 0, na última rodada, e está com 14 pontos, a quatro do Cruzeiro, hoje o primeiro time fora da zona de rebaixamento. Com isso, um triunfo em Maceió será importante pelo menos para se aproximar do time mineiro, que em outro duelo deste domingo encara o Grêmio, em Belo Horizonte.

Tags: csa brasileirão futebol csaal chapeco seriea brasileiro