Chape

ATLÉTICO

Vaiado na derrota do Atlético, Ricardo Oliveira pede apoio dos torcedores

Perseguido e muito cobrado, veterano diz que time pecisa da torcida

postado em 30/10/2019 22:35 / atualizado em 31/10/2019 00:03

<i>(Foto: Bruno Cantini/Atletico)</i>
Um dos jogadores mais vaiados pela torcida na derrota do Atlético para a Chapecoense, por 2 a 0, nesta quarta-feira, no Independência, o centroavante Ricardo Oliveira ganhou nova oportunidade como titular e voltou a decepcionar. Substituído por Franco Di Santo no segundo tempo, o veterano, que vinha sendo perseguido pelo público, minimizou as cobranças e disse que os torcedores precisam continuar apoiando a equipe em busca da reação na reta final do Campeonato Brasileiro

Ricardo Oliveira foi a surpresa do técnico Vagner Mancini na escalação para o duelo contra a Chapecoense. O treinador optou por deixar Di Santo no banco e deu nova oportunidade ao veterano centroavante, que não aproveitou a chance e foi pouco participativo. Ele ainda desperdiçou gol praticamente feito ao cabecear para fora, quando o goleiro já estava batido após cruzamento de Cazares.

 

Ricardo Oliveira ouviu muitas vaias ao deixar o campo para a entrada do argentino, aos 15min da etapa final. Depois da partida, o centroavante foi um dos mais cobrados pelos torcedores na saída para o vestiário. Mesmo assim, o veterano, que afirmou nunca ter vivido momento como este na carreira, com seca de gols e xingamentos, ele pediu para a torcida continuar apoiando o Atlético. 

"O momento é de o torcedor nos apoiar. O torcedor sempre empurrou o Atlético, nos ajudou. È neste momento que a gente precisa dele. Independentemente de simpatizar com um jogador, no caso eu, o importante é ajudar para que a gente consiga essa classificação", declarou o 'Pastor', que completou 101 jogos pelo Galo e não marca gol desde a vitória por 2 a 1 sobre o Fluminense, em 10 de agosto, no Horto.


Tags: galo atlético chapecoense interiormg seriea Ricardo Oliveira