Chape

ATLÉTICO

Léo Bertozzi dispara contra diretoria do Atlético e cita cinco rebaixamentos de Mancini: 'Rumo ao hexa'

Comentarista da ESPN fez duras críticas à situação do Galo após derrota para a Chape

postado em 31/10/2019 11:58 / atualizado em 31/10/2019 12:27

<i>(Foto: Reprodução)</i>
O comentarista Leonardo Bertozzi, da ESPN, fez duras críticas ao desempenho do Atlético, após a derrota em casa para a vice-lanterna Chapecoense, por 2 a 0. Bertozzi disparou contra as atitudes da diretoria, principalmente a escolha do técnico Vagner Mancini.

"Nada é por acaso. Veio de uma diretoria que falava que quem estava fora de Belo Horizonte não podia criticar. Hoje tem uma diretoria que acha que ninguém pode criticar. Não tem autocrítica, nem quer dar o direito a crítica aos outros, inclusive autoriza funcionários a censurarem manifestações democráticas. E falta amor próprio a essa diretoria também. Porque se um técnico detonasse essa diretoria como fez o Vagner Mancini em relação ao Atlético lá atrás na demissão do Oswaldo de Oliveira, nunca esse cara passaria na porta do clube. Pelo contrário, esse técnico, Vagner Mancini, especialista em rebaixamentos, tem cinco no currículo está querendo o que? Rumo ao hexa", disse o comentarista durante o programa Linha de Passe, na noite dessa quarta-feira.

Vagner Mancini tem participações em rebaixamentos de cinco clubes: Guarani em 2010; Ceará em 2011; Sport em 2012; Botafogo em 2014 e Vitória em 2018. Por outro lado, já evitou a queda de outras equipes, como ocorreu com o Cruzeiro em 2011.

Leonardo Bertozzi destacou, ainda, os péssimos números do Galo nesta reta final de Campeonato Brasileiro e a facilidade que os adversários têm encontrado para bater o time alvinegro.

"Falei na segunda-feira e muita gente achou ruim, mas se não cair é porque não deu tempo. São oito pontos nos últimos 45 disputados. Vou repetir o que falei na segunda feira com todas as letras. O Atlético é o time mais fácil de se derrotar hoje no Campeonato Brasileiro", afirmou.

Críticas também a jogadores

Nada deu certo para o Atlético na noite dessa quarta. O time teve um gol anulado pelo VAR e desperdiçou um pênalti, batido por Di Santo. Para Léo Bertozzi, o cobrador da penalidade deveria ter sido outro.

"Outro ponto. Jogadores experientes se omitindo. O Atlético tem um bom cobrador de pênaltis, que é o Fábio Santos, que está sendo vaiado há muito tempo. Mas era óbvio que ele teria que bater o pênalti. Nenhum outro jogador do elenco tem a capacidade que ele tem para bater. Não dá para se omitir", analisou Bertozzi.

O jornalista finalizou seu comentário criticando novamente a diretoria e o técnico Vagner Mancini - terceiro técnico atleticano no ano, depois de Levir Culpi e Rodrigo Santana. Pessimista com a situação do Galo no Brasileirão, Bertozzi insinuou que a cúpula alvinegra deveria promover uma nova troca de treinador na temporada.

"O Atlético hoje corre risco de rebaixamento, isso é um fato. Se o Vagner Mancini ficar, esse risco é grande. A escolha foi péssima. Foi do nível Oswaldo de Oliveira assumindo o Fluminense. Dá tempo de corrigir. Se não corrigir, vai brigar para não cair até o final. E está na hora de começar a observar no grupo quem não vê futuro dentro do clube - e tem jogador que não vê - que já interrompa agora. O Atlético embicou para baixo. O avião já começou rodar em espiral e está praticamente impossível melhorar. Hoje a esperança do Atlético são os outros. Torcer para quem está embaixo não fazer muitos pontos, porque não tem perspectiva de melhora nenhuma", ponderou.

Tags: Galo interiormg chapeco esportesnatv Leonadro Bertozzi