Chape

ATLÉTICO

Atlético compra 15% dos direitos de Bruno Silva, da Chapecoense

Clube alvinegro tem até o dia 10 de janeiro para efetuar pagamento

postado em 07/01/2020 10:38 / atualizado em 07/01/2020 10:44

(Foto: Bruno Cantini/Atlético)

O Atlético enviou documento à Chapecoense para formalizar a intenção de comprar 15% dos direitos econômicos do atacante Bruno Silva, de 19 anos. O clube alvinegro tem até o dia 10 de janeiro para efetuar o pagamento. A informação foi confirmada ao Superesportes por Mano Dal Piva, vice-presidente de futebol da Chape.

A compra do percentual já estava prevista no contrato de empréstimo firmado em junho de 2019 e permite que o atleta siga na Cidade do Galo em 2020. Se quiser manter o atacante ao final desse período, o Atlético terá de adquirir outra parte dos direitos econômicos.

Em entrevista ao Superesportes dias após a contratação por empréstimo, o diretor de futebol do Atlético, Rui Costa, justificou o valor acima da média para contratar um jovem jogador. Por 50% dos direitos econômicos, o clube alvinegro terá de pagar R$ 2,5 milhões.

“O Bruno está fora do padrão normal, já jogou Libertadores, disputou competições importantes. A média de gasto (para comprar jogadores da base) vai ser de R$ 150 mil, R$ 200 mil, R$ 300 mil. A exceção é quando você traz um jogador fora de série, como acho que é o Bruno”, disse, em junho de 2019.

Pela Chapecoense, Bruno Silva jogou entre os profissionais. Foram dois gols marcados em 54 partidas. O Atlético, porém, entendeu que precisava lapidá-lo antes da promoção ao time principal.

Pelo sub-20, marcou dois gols em dez jogos. Na reta final de 2019, sofreu estiramento muscular na coxa esquerda e ficou de fora das última partidas da equipe no ano. Em 2020, vai alternar entre o time principal e o de transição, composto por atletas com até 23 anos.

Tags: galo atlético chapecoense interiormg seriea chapeco mercadobola bruno silva