Corinthians

SÉRIE A

Pressionado após nova derrota, Corinthians tenta reabilitação contra o Bahia

Time paulista vem de revés contra o Independiente Del Valle, pela Sul-Americana

postado em 21/09/2019 09:18

<i>(Foto: Divulgação)</i>
Pressionado por sua torcida, o Corinthians enfrenta o Bahia neste sábado, às 19 horas, no Itaquerão, pela primeira rodada do returno do Campeonato Brasileiro. A partida é a oportunidade de o técnico Fábio Carille mudar a equipe e dos jogadores responderem às cobranças sobre falta de vontade em campo.

Nesta sexta-feira, cerca de 60 torcedores da Gaviões da Fiel protestaram contra os últimos resultados - o time soma apenas uma vitórias em sete jogos. A manifestação foi feita em frente ao CT Joaquim Grava, na zona leste de São Paulo. O principal alvo foi o treinador, criticado pela postura defensiva. Os atletas foram cobrados de uma maneira geral por não demonstrarem raça em campo.

O atacante Vagner Love admitiu que o time precisa melhorar e comentou também que essa cobrança acontece internamente também. "Sabemos do resultado ruim desta semana, estamos nos cobrando muito por essa derrota na semifinal. Do jeito que eles estão cobrando, a gente também está se cobrando, temos que mudar a nossa atitude. Falei depois do jogo, ter mais atitude, nos cobrar e fazer melhor", disse.

Depois da derrota por 2 a 0 para o Independiente Del Valle, na última quarta-feira, pelo duelo de ida da semifinal da Copa Sul-Americana, Carille disse que os jogadores mais jovens, como Pedrinho e Mateus Vital, sentiram a pressão em uma partida continental. Love discordou do discurso do treinador.

"Todos nós fizemos um jogo ruim e por isso perdemos por 2 a 0 em casa. Culpado são todos, os mais novos, mais velhos, comissão técnica, por termos feito as escolhas erradas. Não vejo o porquê cobrar algum jogador. Acho que (o discurso do treinador) já foi bem administrado entre as partes, temos um convívio bom aqui, todos se respeitam, agora é dar continuidade ao trabalho", comentou o atacante.

Para a partida, Carille deve mexer na equipe. Ele não contará com Junior Urso, suspenso pelo terceiro cartão amarelo. Matheus Jesus deve ser o substituto. O treinador também afirmou que analisará cada jogador para poupar quem estiver mais desgastado fisicamente.

Uma baixa certa é a de Danilo Avelar, que nem foi relacionado e dará lugar a Carlos Augusto. O ataque também deve sofrer alterações devido ao mau desempenho nos últimos quatro jogos - duas derrotas e dois empates. A escalação, no entanto, só será confirmada momentos antes da partida.

Sem saber o que é uma derrota há nove jogos, o Bahia pega o Corinthians de olho em uma vaga na zona de Libertadores. O técnico Roger Machado fechou os treinos ao longo da semana, mas deu indícios de quem colocará em campo. O lateral Giovanni foi liberado pelo departamento médico do clube e será relacionado.

O jogador, no entanto, ficará como opção, já que Moisés tomou conta do lado esquerdo. Por outro lado, o treinador segue sem poder contar com o atacante Rogério e com o zagueiro Ernando, em transição. O ataque terá Élber, Artur e Gilberto. Já a defesa contará com Lucas Fonseca e Juninho. Lucca não poderá jogar por questões contratuais.

"Sem a possibilidade do Lucca, naturalmente, o jogador que tem entrado tem sido o Élber. Arthur Caíke tem entrado em alguns momentos, mas tenho colocado mais próximo da área. Na última coletiva, perguntado sobre a diferença do Lucca e do Élber, Lucca é um meia ponta, Élber tem capacidade de flutuação na entrelinha do adversário. Um jogador mais agudo. A ideia é tentar chegar no equilíbrio", afirmou Roger Machado, em entrevista coletiva.

O treinador ainda comentou sobre o objetivo do clube no Brasileirão. "A gente fechou o turno com 31 pontos, aproveitamento de quase 55% dos pontos. Se a gente conseguir repetir essa média de pontos... A gente tem uma média mínima de pontos para que consiga chegar nas duas últimas rodadas com possibilidades reais de atingir a pontuação da Libertadores. Acho possível. Agora, temos objetivos a curto prazo. O primeiro é a manutenção na Primeira Divisão. A médio prazo, é a Sul-Americana. A longo prazo, que só vai definir nas últimas rodadas, é a vaga na Libertadores", concluiu.

Com 31 pontos ganhos, o surpreendente Bahia aparece na sétima colocação, empatado em número de pontos com São Paulo e Corinthians, primeiros times dentro do G6 do Brasileirão (a zona de acesso à competição continental).

Tags: bahiaba nacional seriea corinthianssp