UAI

2

Vítor Pereira critica segundo tempo do Corinthians em La Paz: 'Sem reação'

Treinador do Corinthians questionou pênalti cometido por João Pedro na derrota para o Always Ready, na Bolívia, mas cobrou que time seja mais agressivo

06/04/2022 13:27 / atualizado em 06/04/2022 13:31
compartilhe
Vítor Pereira disse que o Corinthians não teve capacidade de reagir emocional e taticamente diante do Always Ready
foto: Rodrigo Coca/ Agência Corinthians

Vítor Pereira disse que o Corinthians não teve capacidade de reagir emocional e taticamente diante do Always Ready

O técnico Vítor Pereira viu dois tempos bastante diferentes na derrota do Corinthians para o Always Ready, em La Paz, na estreia da Libertadores. Para ele, há algumas dúvidas em relação ao pênalti cometido por João Pedro, mesma opinião de Renato Augusto, mas, depois, o Alvinegro conseguiu dominar as ações no primeiro tempo.

"Tenho algumas dúvidas no pênalti, mas sabíamos perfeitamente que o adversário, que ia jogar em casa, a bola ganha velocidade, portanto teríamos que controlar aquele lance de outra forma. No primeiro tempo, fomos bem, circulamos bem a bola, criamos várias oportunidades de gol, mas faltou sempre o diferencial no último terço, o último passe, o último toque na bola", disse o treinador em coletiva de imprensa após o duelo.

"A partir daí, a segunda parte foi muito má, não foi no nosso nível. A primeira parte foi de qualidade, dadas as características do jogo, não podemos jogar com intensidade muito grande nessa altitude, é impossível, não conseguimos, não estamos adaptados a uma altitude dessas. Agora, tivemos qualidade na circulação, tivemos quase sempre a bola, não permitimos que eles criassem nada a não ser um lance no primeiro tempo e o pênalti. Na segunda parte foi isso, não reagimos, temos que ser mais agressivos, ser uma equipe com uma imagem diferente do que demos hoje", complementou.

Vítor Pereira aproveitou para verbalizar aquilo que o deixou mais incomodado na partida: a falta de capacidade para reagir após o segundo gol.

"O que mais me incomodou neste jogo foi a forma como sofremos os dois gols e, depois, a forma como reagimos ao segundo gol. Sei que não é fácil do ponto de vista emocional, não é fácil manter o equilíbrio quando se leva um segundo gol quando está na expectativa do resultado. O que me deixa um pouco desgostoso é não ter capacidade de reagir emocional e taticamente", finalizou.

Agora, o Corinthians se prepara para sua estreia no Campeonato Brasileiro, no domingo, diante do Botafogo, no Nilton Santos, às 16h (de Brasília).

Depois, na quarta, recebe o Deportivo Cali, pela segunda rodada da Libertadores, buscando sua recuperação.

Compartilhe