Cruzeiro

NOVO REFORÇO CELESTE

Marlone: a trajetória do novo reforço do Cruzeiro como profissional do Vasco

Meia disputou 26 jogos no último Campeonato Brasileiro, sendo 23 como titular

postado em 18/12/2013 08:00 / atualizado em 17/12/2013 21:08

Gustavo Andrade /Superesportes

Vasco/Divulgação

Aos 21 anos, Marlone chega ao Cruzeiro com a experiência de pouco mais de um ano como profissional. Revelação das categorias de base do Vasco, o meia se firmou na equipe cruz-maltina a partir do segundo semestre de 2013. Nos últimos 30 jogos disputados pela equipe carioca neste ano, o novo reforço cruzeirense esteve presente 29 vezes, com 25 participações no time titular.

Desde sua estreia, em outubro de 2012, Marlone disputou 43 jogos pelo Vasco. O meia contabiliza quatro gols marcados, todos em finalizações dentro da área. Ele ainda contribuiu com quatro assistências.


Início com Marcelo Oliveira

Atual comandante do Cruzeiro, Marcelo Oliveira foi o responsável por promover a estreia de Marlone na equipe profissional do Vasco. O primeiro jogo do meia aconteceu na 28ª rodada do Campeonato Brasileiro de 2012. Na vitória do Vasco sobre o Atlético-GO, por 1 a 0, em Goiânia, o meia entrou aos 17 minutos do segundo tempo, no lugar de Carlos Alberto. A participação no triunfo vascaíno foi elogiada pelo treinador.

“O campo do Serra Dourada é fofo e o clima é bastante seco. Por isso Carlos Alberto, que não vinha jogando, estava desgastado. Marlone entrou, mostrou boa movimentação, procurou as jogadas, teve chances de bater duas vezes a gol. Estou satisfeito. É um garoto que vai crescer bastante e nos ajudar”, observou Marcelo Oliveira, na ocasião.
Vasco/Divulgação

Em 2012, Marlone participou de outros oito jogos do Vasco no Brasileirão. As últimas quatro partidas aconteceram sob o comando de Gaúcho, que assumiu o comando da equipe após Marcelo Oliveira acumular resultados negativos. O meia encerrou a temporada como titular do time cruz-maltino. No total, foram cinco presenças desde o início de jogo.

Poucas participações no Campeonato Carioca

Embora tenha surgido como uma das esperanças das categorias de base do Vasco, Marlone foi pouco aproveitado no primeiro semestre de 2013. No Campeonato Carioca, ele participou de apenas cinco jogos, sempre como reserva. Foram 89 minutos em campo, descontados os acréscimos. Quatro partidas foram sob o comando de Gaúcho e uma com Paulo Autuori.

Na campanha ruim do Vasco no Estadual, Marlone não conseguiu utilizar o curto período em campo para ajudar a equipe a colher resultados positivos. Nas cinco partidas com presença do meia, a equipe venceu apenas uma vez, diante do Boavista. Todos os outros cinco jogos foram com derrotas, para Bangu, Volta Redonda, Nova Iguaçu e Madureira.

Ascensão e afirmação entre os titulares

A afirmação de Marlone no Vasco foi iniciada em agosto, sob o comando de Dorival Júnior. A partir da 13ª rodada do Campeonato Brasileiro, o meia sempre esteve em campo. A exceção foi um jogo pela Copa do Brasil, em que a equipe venceu o Nacional-AM, por 2 a 0.

Vasco/Divulgação
O camisa 30 do Vasco se estabeleceu entre os titulares na 16ª rodada, quando a equipe empatou por 1 a 1 com o Corinthians. No jogo seguinte, em que o time da Colina derrotou o Nacional-AM, por 2 a 1, em São Januário, pela Copa do Brasil, Marlone marcou seu primeiro gol como profissional. Em cruzamento rasteiro da ponta esquerda, acertou chute preciso no ângulo.

O novo reforço do Cruzeiro voltou a se destacar em goleada do Vasco sobre o Náutico, por 3 a 0, no Brasileirão. O meia balançou as redes duas vezes naquela partida. Em triunfo sobre o Internacional, por 3 a 1, colaborou com duas assistências. Ele anotou outro gol na derrota para o Criciúma, por 3 a 2, em Santa Catarina.

Em meio à campanha contra o rebaixamento, Marlone se manteve como titular mesmo com mudança de treinador. Na estreia de Adílson Batista, ele deu passes para os gols do Vasco na vitória sobre o Coritiba, por 2 a 1.

Marlone encerrou o Brasileirão com 26 jogos disputados, sendo 23 jogos como titular. Em média, ele esteve em campo por 53 minutos. O meia recebeu apenas um cartão amarelo.

Tags: cruzeiro marlone vasco