Cruzeiro

COPA LIBERTADORES DA AMÉRICA

Musa do Cerro Porteño, Larissa Riquelme teme Cruzeiro, mas confia em "La Olla"

Modelo paraguaia promete surpresa para torcedores brasileiros na Copa do Mundo

postado em 29/04/2014 17:38 / atualizado em 29/04/2014 17:47

Gustavo Andrade/Superesportes

Gustavo Andrade

Enviado especial a Assunção

Musa da Copa do Mundo de 2010, Larissa Riquelme é também torcedora fanática do Cerro Porteño, adversário do Cruzeiro nas oitavas de final da Copa Libertadores. Embora admita certo temor em relação ao atual campeão brasileiro, a modelo paraguaia deposita suas fichas na pressão que será exercida no estádio General Pablo Rojas, conhecido “La Olla Azulgrana”.

“Será um jogo muito decisivo, mas confio na força de nossa torcida, que já esgotou todos os ingressos colocados à venda (25 mil). La Olla é um estádio menor e estará com muita pressão. A equipe de Chiqui Arce (treinador do Cerro Porteño) tem jogadores muito bons, que demonstram grande companheirismo”, disse Larissa, que admitiu certo receio do duelo com o Cruzeiro. “É um clube muito bom, campeão nacional no Brasil e nos trará muitas dificuldades”, acrescentou.

Na noite desta quarta-feira, Larissa Riquelme não reforçará a torcida do Cerro Porteño em “La Olla”. Uma intervenção médica, que ela não preferiu revelar, será realizada no mesmo horário da partida. “Será uma grande surpresa para os torcedores brasileiros na Copa do Mundo. Algo que faz as postulantes ao posto de musa tremerem”, disse a paraguaia, que ganhou notoriedade ao posicionar um telefone celular no decote enquanto torcida pela seleção de seu país durante a última Copa do Mundo.

Reprodução/Revista do Cerro Porteño
No Mundial do Brasil, Larissa não poderá torcer pela Seleção Paraguaia, que fez fraca campanha nas Eliminatórias Sul-Americanas e não se classificou. No entanto, a modelo já escolheu por quem torcerá. “O Paraguai não se classificou, mas eu me classifiquei. Serei a torcida número um da Seleção Brasileira. Os brasileiros sempre foram muito legais comigo e quero retribuir o carinho. Já estou estudando português para poder conversar com todos”, destacou.

A primeira “participação” de Larissa Riquelme já tem data e hora marcadas. Ela estará em São Paulo para assistir ao jogo de abertura entre Brasil e Croácia. A presença na final, no Maracanã, também está garantida. Ele ainda definirá o restante do roteiro e não descarta passar por Belo Horizonte.

Larissa disse ter ido à capital mineira apenas uma vez, para acompanhar evento do UFC. Porém, guarda boas recordações. “É uma cidade muito linda. Não tem praia, mas é um lugar muito bom”, avaliou.

Sobre Belo Horizonte, a modelo tem boas referências também do namorado, o meia Jonathan Fabbro, que teve rápida passagem pelo Atlético, com apenas quatro jogos disputados em 2006. “Ele me fala que a comida mineira é muito boa”, ressaltou.

Tags: porteño cerro decote riquelme larissa libertadores cruzeiro