Cruzeiro

CRUZEIRO

Antes de Nonoca e Judivan, Cruzeiro já emprestou outros jogadores que retornaram à Toca e levantaram troféus; relembre cinco

Expectativa do clube é que dupla volte em 2019 para fazer sucesso de azul

postado em 13/03/2018 06:00 / atualizado em 12/03/2018 21:43

O Cruzeiro acertou nessa segunda-feira os empréstimos do volante Nonoca e do atacante Judivan ao Sport. Ambos ficarão em Pernambuco até dezembro de 2018 e não terão seus direitos econômicos fixados. Ou seja, a tendência é que retornem à Toca da Raposa II em janeiro de 2019.

A expectativa é de que a dupla repita a trajetória de outros jogadores formados na Toquinha que deixaram Belo Horizonte e voltaram num outro momento para brilhar com a camisa celeste.

A lista contempla boas histórias, mas há também aqueles que retornaram após experiências em novos clubes e não conseguiram atuar pelo time celeste. Casos mais recentes são os do volante Eurico (emprestado a Ponte Preta, Náutico, Botafogo-SP e Ipatinga) e do atacante Hugo Ragelli (emprestado a Ponte Preta e Gil Vicente), das gerações de 1994 e 1995. Curiosamente, os dois chegaram a fazer parte do elenco que conquistou o Brasileiro de 2014.

Num passado mais distante, a turma que fez parte da 'filial' Ipatinga, em 2005, também enfrentou problemas para se firmar no Cruzeiro. Dois exemplos da extensa lista são o atacante Diego Silva (cedido a Flamengo, Vitória e Barueri) e o meia Walter Minhoca (cedido a Marítimo e Flamengo). Da 'leva' ex-Tigre, o volante Charles foi quem mais atuou pela Raposa: 141 partidas e 14 gols.

O Superesportes fez um exercício de memória e relembrou detalhes de cinco casos em que o Cruzeiro se deu bem. Sem tanto destaque nos clubes para os quais foram emprestados, os jogadores citados abaixo regressaram à Toca e levantaram troféus importantes. Veja as informações:


Tags: sport nonoca judivan interiormg cruzeiro