Cruzeiro

CRUZEIRO

De goleadores a decepções: relembre 10 gringos antecessores de Barcos no Cruzeiro

Novo reforço da Raposa tem exemplos positivos e negativos no clube

postado em 12/07/2018 09:15 / atualizado em 12/07/2018 09:19

 AFP / RODRIGO BUENDIA

Contratado para suprir as ausências dos centroavantes Sassá e Fred, que estão machucados e só devem retornar aos gramados em outubro, o argentino Hernán Barcos será o estrangeiro de número 60 a vestir a camisa do Cruzeiro. Enquanto muitos desses jogadores passaram despercebidos pelo clube, outros ganharam notoriedade como goleadores campeões ou simplesmente decepcionaram os torcedores celestes em virtude do rendimento abaixo do esperado. Relembre, abaixo, 10 gringos antecessores do 'Pirata' na Toca II.

Arquivo Estado de Minas


REVETRIA – jogou pelo Cruzeiro por apenas dois anos (1977 a 1978) e ganhou lugar cativo nos corações dos torcedores daquela geração ao anotar um hat-trick na vitória por 3 a 2 sobre o Atlético, pela decisão do Campeonato Mineiro de 1977. Também atuou por Nacional-URU, Peñarol-URU, Colo Colo-CHI, Cobreloa-CHI, River Plate-URU e clubes do futebol mexicano. Hoje, aos 62 anos, vive em Montevidéu, capital do Uruguai.

Nome: Hebert Carlos Revetria

Data de nascimento: 27/8/1955 (62 anos)

Naturalidade: Montevidéu, Uruguai

Posição: atacante

Números pelo Cruzeiro: 63 jogos e 22 gols

Clubes: Nacional-URU (1972 a 1976), Cruzeiro (1977 a 1978), Tampico Madero-MEX (1979 a 1981; 1983 a 1984), Deportivo Neza-MEX (1981 a 1982), Tecos UAG (1982 a 1983), Deportes Tolima-COL (1984), Peñarol (1985 a 1986), Colo Colo-CHI (1986 a 1987), Cobreloa-CHI (1987 a 1988) e River Plate-URU (1989 a 1990)

Arquivo Estado de Minas


ARISTIZÁBAL – fez parte do elenco inesquecível de 2003 que conquistou a Tríplice Coroa. Na final da Copa do Brasil, contra o Flamengo, praticamente realizou uma acrobacia para cabecear a bola cruzada por Alex. Mesmo tendo que jogar o corpo para trás, o colombiano conseguiu testar forte, no fundo das redes do goleiro rubro-negro Júlio César. Esse gol, o segundo da vitória do Cruzeiro por 3 a 1, é até hoje um dos mais lembrados pelos torcedores celestes. Já na campanha do título do Brasileirão, Aristizábal contabilizou 21 tentos, ficando na quinta posição geral entre os artilheiros. Pela Seleção Colombiana, fez 15 gols em 66 jogos e disputou as Copas do Mundo de 1994, nos Estados Unidos, e 1998, na França.

Nome: Victor Hugo Aristizábal Posada

Data de nascimento: 9/12/1971 (46 anos)

Naturalidade: Medellín, Colômbia

Posição: atacante

Números pelo Cruzeiro: 54 jogos e 28 gols

Clubes: Atlético Nacional-COL (1989 a 1994; 1994 a 1996; 2000; 2005 a 2007), Valencia-ESP (1994), São Paulo (1996 a 1998), Santos (1999), Deportivo Cali-COL (2001), Vitória (2002), Cruzeiro (2003) e Coritiba (2004).

Jorge Gontijo/ Estado de Minas


TAPIA – integrou a Seleção Chilena que conquistou a medalha de bronze no torneio de futebol dos Jogos Olímpicos de Sydney, em 2000, e fez parte também do grupo principal. Em maio de 2004, foi contratado pelo Cruzeiro por empréstimo de 14 meses ao Lille, da França. Em meio às expectativas depositadas em cima de um jogador conhecido no futebol sul-americano, Héctor Tapia pouco fez: foram apenas quatro gols em 21 jogos no Campeonato Brasileiro. Em algumas ocasiões, o chileno formou dupla de ataque com Fred, à época em fase de ascensão no cenário nacional. Depois de pendurar as chuteiras, em 2009, Tapia se tornou técnico e foi comandar o Colo Colo, clube que o projetou no esporte.

Nome: Héctor Santiago Tapia Urdile

Data de nascimento: 30/9/1977 (40 anos)

Naturalidade: Santiago, Chile

Posição: atacante

Números pelo Cruzeiro: 22 jogos e 4 gols

Clubes: Colo Colo-CHI (1993 a 1998; 2001 e 2005), Universidad Católica-CHI (1999; 2007 a 2008), Perugia-ITA (2000 a 2001); Palestino-CHI (2002, 2007 e 2009), Lille-FRA (2003 a 2004), Cruzeiro (2004), Unión Española (2006), FC Thun-SUI (2006).

Juarez Rodrigues/EM/D.A Press


MARCELO MORENO – natural de Santa Cruz de la Sierra, na Bolívia, e filho do brasileiro Mauro Martins com a boliviana Ruth, Marcelo Moreno chegou ao Cruzeiro em março de 2007, depois de se destacar no Vitória, pelo qual fez 12 gols na Série C de 2006. Seu começo na Toca II foi tímido, a ponto de nem sequer ser convocado pelo então técnico Dorival Júnior. Porém, assim que ganhou oportunidades, correspondeu com gols: foram 21 em 36 jogos na sua primeira passagem no clube. Na segunda estada em Belo Horizonte, em 2014, Moreno ampliou os números, contabilizando mais 24 gols em 57 presenças e se tornando o maior artilheiro estrangeiro da história da Raposa (45 gols em 93  partidas). Com a camisa azul, foi duas vezes campeão mineiro (2008 e 2014) e uma do Brasileiro (2014).

Nome: Marcelo Martins Moreno

Data de nascimento: 18/6/1987 (31 anos)

Naturalidade: Santa Cruz de la Sierra, Bolívia

Posição: atacante

Números pelo Cruzeiro: 93 jogos e 45 gols

Clubes: Vitória (2005 a 2007), Cruzeiro (2007 a 2008; 2014), Shakhtar Donetsk-UCR (2008 a 2011), Werder Bremen-ALE (2009), Wigan-ING (2010), Grêmio (2012 a 2013; 2015), Flamengo (2013), Changchun Yatai-CHN (2015 a 2017), Wuhan Zall-CHN (2017).

Paulo Filgueiras/EM/D.A Press


GUERRÓN – fora dos planos do Getafe-ESP, o equatoriano detentor de grande vigor físico e velocidade chegou por empréstimo ao Cruzeiro em julho de 2009, por indicação do técnico Adilson Batista. A torcida comemorou muito a contratação, já que em 2008 Guerrón conquistara a Copa Libertadores pela LDU de Quito e ganhara o prêmio de melhor jogador da competição. Pela Raposa, ele até fez algumas boas partidas, mas não o suficiente para convencer a diretoria a exercer a cláusula de compra estipulada em 2 milhões de euros.

Nome: Joffre David Guerrón Méndez

Data de nascimento: 28/4/1985 (33 anos)

Naturalidade: Ambuquí, Equador

Posição: meia-atacante

Números pelo Cruzeiro: 29 jogos e 5 gols

Clubes: Aucas-EQU (2002 a 2004), LDU de Quito-EQU (2006 a 2008), Getafe-ESP (2008 a 2009); Cruzeiro (2009 a 2010), Atlético-PR (2010 a 2012), Beijing Guoan-CHN (2012 a 2014), Tigres-MEX (2014 a 2015), Cruz Azul-MEX (2016) e Pumas-MEX (desde 2017)

Alexandre Guzanshe/EM/D.A Press


MONTILLO – foi adquirido pelo Cruzeiro à Universidad de Chile em julho de 2010, por US$ 3,5 milhões (R$ 6,2 milhões na cotação da época). Logo em seu primeiro ano, conduziu um elenco desacreditado à segunda posição no Campeonato Brasileiro. Na temporada seguinte, sagrou-se campeão mineiro, porém amargou eliminação nas oitavas de final da Copa Libertadores e brigou até a última rodada contra o rebaixamento na Série A. Suspenso pelo terceiro cartão amarelo, não esteve em campo na vitória por 6 a 1 sobre o Atlético, na Arena do Jacaré, em 4 de dezembro de 2011. No fim de 2012, foi vendido por 10 milhões de euros ao Santos, que incluiu na negociação os direitos econômicos do volante Henrique. Mesmo sem ter levantado troféus de expressão pela Raposa, o ex-camisa 10 argentino sempre é lembrado com muito carinho pelos torcedores em função do espírito de luta e entrega em campo. 

Nome: Walter Damián Montillo

Data de nascimento: 14/4/1984 (34 anos)

Naturalidade: Lanús, Argentina

Posição: meia

Números pelo Cruzeiro: 122 jogos e 36 gols

Clubes: San Lorenzo (2002 a 2007), Monarcas Morelia-MEX (2006 a 2007), Universidad de Chile (2008 a 2010), Cruzeiro (2010 a 2012), Santos (2013 a 2014), Shandong Luneng-CHN (2014 a 2016), Botafogo (2017) e Tigre-ARG (2018)

Alexandre Guzanshe/EM/D.A Press


ERNESTO FARÍAS – chegou a Belo Horizonte em julho de 2010 referendado pelos bons serviços prestados aos argentinos Estudiantes e River Plate e ao Porto, de Portugal (fez 176 gols na somatória dos números por esses clubes). Entretanto, ficou notabilizado no Cruzeiro por perder gols incríveis em várias partidas. Ainda assim, ajudou o time a escapar do rebaixamento ao marcar na vitória por 1 a 0 sobre o Internacional, na Arena do Jacaré, em 13 de novembro de 2011. Era a 34ª rodada da Série A, e a Raposa precisava triunfar para seguir na luta contra o descenso. Nos anos seguintes, atuou por empréstimo em Independiente-ARG e Danubio-URU. Seu contrato com o Cruzeiro terminou em agosto de 2014. O salário do argentino era polpudo: US$ 100 mil mensais livres de impostos.

Nome: Ernesto Antonio Farías

Data de nascimento: 29/5/1980 (38 anos)

Naturalidade: Trenque Lauquen, Argentina

Posição: atacante

Números pelo Cruzeiro: 35 jogos e 8 gols

Clubes: Estudiantes-ARG (1997 a 2004), Palermo-ITA (2004 a 2005), River Plate-ARG (2005 a 2007), Porto-POR (2007 a 2010), Cruzeiro (2010 a 2014); Independiente-ARG (2011 a 2013), Danubio-URU (2014) e América de Cali-COL (2015 a 2017)

Alexandre Guzanshe/EM/D.A Press


ORTIGOZA – anunciado pela diretoria em janeiro de 2011, o ex-atacante de Sol de América-PAR, Palmeiras e Ulsan Hyundai-COR assinou contrato de empréstimo de um ano. Por habitualmente ser reserva, até que não teve uma passagem desastrosa pelo Cruzeiro. Contudo, o investimento vultuoso para manter o atleta em definitivo - US$ 2,5 milhões por 50% dos direitos econômicos - estava fora de cogitação no clube. Entre 2014 e 2017, Ortigoza jogou pelo Cerro Porteño, um dos principais clubes do Paraguai. Já em 2018, acertou com o Náutico, pelo qual conquistou o Campeonato Pernambucano e disputa atualmente a Série C. Em 19 partidas a serviço do Timbu, o paraguaio já marcou 10 gols.

Nome: José María Ortigoza Ortiz

Data de nascimento: 1/4/1987 (31 anos)

Naturalidade: Assunção, Paraguai

Posição: atacante

Números pelo Cruzeiro: 34 jogos e 5 gols

Clubes: Sol de América-PAR (2004 a 2008; 2012), Palmeiras (2009), Ulsan Hyundai-COR (2010 a 2011), Cruzeiro (2011), Shandong Luneng-CHN (2012), Ventforet Kofu-JAP (2013), Atlas-MEX (2014), Cerro Porteño-PAR (2014 a 2017) e Náutico (2018)

Edesio Ferreira/EM/D.A Press
 
RIASCOS – sua fama no futebol mineiro não é nada agradável para os torcedores do Cruzeiro. No dia 30 de maio de 2013, o atacante colombiano perdeu um pênalti pelo Tijuana do México no último minuto do jogo contra o Atlético, no Independência, pelas quartas de final da Copa Libertadores. O placar de 1 a 1 favoreceu ao alvinegro, que viria a ser campeão da competição. Mesmo com grande rejeição por parte dos cruzeirenses, a diretoria bancou a contratação de Riascos em janeiro de 2015, por US$ 3 milhões, quantia paga ao também mexicano Monarcas Morelia. Entre atuações fracas pela Raposa, o centroavante marcou seu único gol no clube justamente diante do Atlético, pelo Brasileiro de 2016, no Horto (vitória celeste por 3 a 2). Quando as coisas pareciam melhorar, Riascos voltou a colecionar maus resultados e saiu da Toca II pela porta dos fundos após supostamente ofender o Cruzeiro com uma palavra de baixo-calão, depois de uma derrota por 2 a 0 para o Fluminense, no Rio de Janeiro. Recentemente, ele trocou o Vasco pelo futebol chinês.

Nome: Duvier Orlando Riascos Barahona

Data de nascimento: 26/6/1986 (32 anos)

Naturalidade: Buenaventura, Colômbia

Posição: atacante

Números pelo Cruzeiro: 16 jogos e 1 gol

Clubes: América de Cali-COL (2005; 2007 a 2008), Real Cartagena-COL (2006), Estudiantes de Mérida (2008 a 2009), Deportivo Cali (2009), Shanghai Shenhua-CHN (2010 a 2011), Puebla-MEX (2011), Tijuana-MEX (2012 a 2013), Pachuca-MEX (2013), Monarcas Morelia-MEX (2014), Cruzeiro (2015 e 2016), Vasco (2015 e 2016; 2018), Millonarios-COL (2017), Dalian Yifang (desde 2018)

Ramon Lisboa/EM/D.A Press


RAMÓN ÁBILA – desejado por grandes clubes argentinos graças à performance pelo Huracán, Wanchope Ábila foi comprado pelo Cruzeiro em junho de 2016 por US$ 4,2 milhões, quantia paga por 50% de seus direitos econômicos. Um acordo entre a diretoria mineira e os argentinos obrigava a Raposa a adquirir a outra metade no fim de 2017 por mais US$ 4 milhões (totalizando US$ 8,2 milhões), sob a condição de devolução do atleta em caso de não cumprimento dessa cláusula. Talvez por isso a passagem de Ábila pela Toca II tenha durado pouco mais de um ano. Mesmo assim, ele fez gols importantes nesse período, integrou o grupo campeão da Copa do Brasil de 2017 e foi, por muito tempo, o artilheiro do Cruzeiro na 'era Mano Menezes'. Hoje, aos 28 anos, defende as cores do Boca Juniors.

Nome: Ramón Darío Ábila

Data de nascimento: 14/9/1989 (28 anos)

Naturalidade: Córdoba, Argentina

Posição: atacante

Números pelo Cruzeiro: 61 jogos e 26 gols

Clubes: Instituto-ARG (2008 a 2011; 2012 a 2014), Sarmiento-ARG (2011 a 2012), Huracán (2014 a 2016; 2017), Cruzeiro (2016 a 2017) e Boca Juniors (desde 2018)

Tags: gringos artilheiros gols números interiormg seriea futnacional cruzeiro barcos raposa