Cruzeiro

CRUZEIRO

Minas Arena notificará criadora do Pro Evolution Soccer por utilizar imagem e termos Toca III e Mineirão no game

Operadora do Mineirão afirma que não foi consultada pela empresa Konami

postado em 21/08/2018 17:30 / atualizado em 21/08/2018 17:30

<i>(Foto: Divulgação/Secopa)</i>
A operadora Minas Arena notificará a empresa Konami, desenvolvedora do game Pro Evolution Soccer (PES), por utilização da imagem do estádio Mineirão e dos termos “Toca da Raposa III” e “Mineirão” no jogo sem sua autorização prévia.





Como o Superesportes informou nesta terça-feira, nas versões estrangeiras do site da Konami, o Mineirão aparece como “Toca da Raposa III”, apelido dado pela torcida do Cruzeiro, em alusão aos nomes de seus centros de treinamento – Toca da Raposa I e II.

Já na versão brasileira da página da empresa dona do jogo, o estádio aparece com o tradicional nome de “Mineirão”. Mas, segundo a Minas Arena, responsável pela gestão do estádio até 2037, não houve negociação com a Konami para exploração da imagem e do nome do estádio. Além disso, o termo “Toca da Raposa III” é inadequado por não “conferir isonomia a todos os clubes mineiros”, como prevê o contrato de concessão firmado com o governo do estado de Minas Gerais.

Em nota enviada ao Superesportes, o Mineirão se posicionou acerca do tema: 

”Com relação à notícia veiculada na imprensa sobre a alteração do nome do Estádio Mineirão na versão 2019 em jogo de vídeo game, somente a concessionária que o administra possui os direitos de comercialização da imagem e nome do estádio. A empresa responsável por este uso será notificada. 

Conforme o contrato de Parceria Público-Privada firmado com o Estado, é responsabilidade da concessionária zelar pelo patrimônio do estádio e conferir isonomia a todos os clubes mineiros em quaisquer assuntos relacionados ao Complexo Mineirão”, diz a nota.

Posição do Cruzeiro

Segundo o diretor comercial do Cruzeiro, Robson Pires, a opção por descrever o estádio dessa forma no game foi realizada de comum acordo entre a desenvolvedora do jogo e o clube celeste.

“É uma denominação. Já está no imaginário, na cabeça do torcedor e é amplamente utilizada”, disse Robson ao Superesportes.

Sobre a diferença entre a denominação do estádio entre as versões estrangeiras e brasileira do site da Konami, o diretor disse não ter conhecimento.

O Mineirão passou a receber quase que exclusivamente jogos do Cruzeiro desde maio de 2012, quando o Atlético decidiu mandar a maioria de suas partidas no estádio Independência. Por não ter mais que dividir o Gigante da Pampulha com o rival, a torcida celeste passou a tratar o estádio como uma “terceira” Toca da Raposa.

Além do Mineirão, o PES 2019 permitirá ao jogador atuar em outros estádios brasileiros, como Maracanã, São Januário, Allianz Parque, Arena Corinthians, Beira-Rio, Morumbi e Vila Belmiro.

O jogo será lançado no dia 28 de agosto e estará disponível para PlayStation 4, Xbox One e para PC.

Tags: Pro Evolution Soccer toca da raposa III konami pes libertadores2018 copadobrasil seriea mineirão cruzeiro