Cruzeiro

CRUZEIRO

Cruzeiro pode terminar Brasileiro com seu melhor índice defensivo nos pontos corridos

Time celeste sofreu até o momento 29 gols em 32 jogos (média de 0,9)

postado em 09/11/2018 06:30 / atualizado em 09/11/2018 09:23

Vinnicius Silva/Cruzeiro
O Cruzeiro pode terminar o Campeonato Brasileiro de 2018 com seu melhor índice defensivo na história dos pontos corridos. Até o momento, o time de Mano Menezes sofreu 29 gols em 32 jogos, com média de 0,9 por partida. A expressiva marca será defendida às 19h deste sábado, contra o Atlético-PR, na Arena da Baixada, em Curitiba.

O ponto ‘fora da curva’ nesta edição da Série A foi o revés para o Palmeiras por 3 a 1, dia 30 de setembro, no Pacaembu, em São Paulo, pela 27ª rodada. A Raposa sofreu três gols em um só jogo apenas nessa ocasião.

Em 10 rodadas do Brasileiro, a defesa celeste ficou invicta. Em 16, levou um gol. Em outras seis circunstâncias, foi vazada duas vezes.

A parceria entre Dedé e Leo merece ser destacada. Com eles, o time sofreu apenas 13 gols em 18 jogos. Foram 10 vitórias, quatro empates e quatro derrotas. O aproveitamento é de 62,9%.

Os zagueiros têm perfis distintos. Dedé, de 1,92m, destaca-se pelo vigor físico, velocidade e na bola aérea. Tanto que marcou três gols na competição. Já Leo, oito centímetros mais baixo, leva vantagem no posicionamento e por sempre simplificar em suas intervenções defensivas.

Outro que vive grande fase é o goleiro Fábio, vazado somente 22 vezes em 26 apresentações no Brasileiro. Seu reserva, Rafael, tomou sete gols em seis jogos.

O bom desempenho na retaguarda só não tem mais força porque o ataque marcou apenas 30 gols até o momento – o pior rendimento no clube na era dos pontos corridos. Dos 10 empates do Cruzeiro na Série A, quatro foram por 0 a 0 e seis por 1 a 1.

Números anteriores

Sob o comando de Mano Menezes em grande parte do returno, o Cruzeiro estabeleceu sua melhor marca defensiva no Brasileiro de 2015. Naquela edição, a Raposa levou 35 gols em 38 rodadas (média de 0,92). Em 2013 e 2014, quando se sagrou bicampeão, o time tomou, respectivamente, 37 e 38 gols. Veja abaixo todas as médias desde 2003:

Gols sofridos (média)

2018 – 29 (0,9) *
2017 – 39 (1,02)
2016 – 49 (1,28)
2015 – 35 (0,92)
2014 – 38 (1)
2013 – 37 (0,97)
2012 – 51 (1,34)
2011 – 51 (1,34)
2010 – 38 (1)
2009 – 53 (1,39)
2008 – 44 (1,15)
2007 – 58 (1,52)
2006 – 45 (1,18)
2005 – 72 (1,71) *
2004 – 81 (1,76) *
2003 – 47 (1,02) *

* As edições de 2003 e 2004 tiveram 46 rodadas. Em 2005, 42. Já em 2018, foram disputadas até o momento 32 rodadas

Tags: dedé leo cruzeiro zagueiro interiormg futnacional seriea