Cruzeiro

CRUZEIRO

Em contagem regressiva para o centenário, Cruzeiro completa 99 anos em clima de incertezas e sonhando com reconstrução

Pelo aniversário, missa em ação de graças será celebrada no Barro Preto

postado em 02/01/2020 06:00 / atualizado em 01/01/2020 17:54

(Foto: Marcos Vieira/EM/D.A. Press)

Nem o mais pessimista dos torcedores imaginava assistir ao Cruzeiro viver a mais grave crise institucional de sua história a 12 meses do centenário. Nesta quinta-feira, o clube completa 99 anos de fundação em clima de incertezas sobre o futuro e sonhando com a reconstrução - dentro e fora de campo - prometida pelo Conselho de Notáveis.

Esse processo começou no último dia 23, quando um grupo de empresários do Conselho Deliberativo se juntou para administrar o clube. Depois de muita luta, que envolveu protestos de torcedores nas ruas, o presidente Wagner Pires de Sá e seus vices, Hermínio Lemos e Ronaldo Granata, renunciaram aos cargos. 

Com dívida aproximada de R$ 700 milhões e na Série B do Campeonato Brasileiro pela primeira vez na história, o Cruzeiro precisará da paciência de seu torcedor para passar por profunda reestruturação financeira e em campo. Com jovens das categorias de base, será obrigado a enfrentar os desafios de 2020 com uma folha de pagamento enxuta e jogadores sem o prestígio de outrora.

Ainda na fase de apuração de dados, o Conselho de Notáveis não divulgou como ficará a montagem da equipe para 2020. Embora já tenha dado sinais de que buscará rescisões contratuais de vários ‘medalhões’, com imposição de teto salarial de R$ 150 mil/mês, o vice-presidente de futebol, Pedro Lourenço, não revelou nomes de jogadores que permanecerão no grupo. A expectativa é que um diretor de futebol remunerado, que ainda será contratado, assuma a liderança dessas tratativas. 

Fundado em 2 de janeiro de 1921, o Cruzeiro, originado de uma colônia de italianos em Belo Horizonte, cresceu de maneira significativa a partir da inauguração do Mineirão, em 1965. Entre seus tantos títulos estão a Copa Libertadores (1976 e 1997), o Campeonato Brasileiro (1966, 2003, 2013 e 2014) e a Copa do Brasil (1993, 1996, 2000, 2003, 2017 e 2018).

Missa sem presente

Pelo aniversário, a já tradicional missa em ação de graças será celebrada às 19h15, desta vez na Igreja São Sebastião, na Rua Paracatu, 466, no Barro Preto, na Região Centro-Sul de Belo Horizonte. Até por acontecer justamente no período de início de ano, quando os clubes estão se movimentando no mercado de transferências, sempre há expectativa por anúncio de reforços

Em 2017, por exemplo, o então presidente Gilvan de Pinho Tavares anunciou a contratação de Thiago Neves durante a missa. Desta vez, porém, não há programação de qualquer tipo de anúncio ao torcedor do Cruzeiro. Trabalhando com austeridade absoluta, o Conselho de Notáveis não planeja oficializar qualquer reforço antes da reapresentação do grupo, marcada para 6 de janeiro. 

Tags: Cruzeiro serieb interiormg futnacional