CSA

SÉRIE A

Com recorde de público, Flamengo bate CSA e mantém vantagem na liderança do Brasileiro

Diante de mais de 69 mil pessoas, rubro-negro vence com gol de Arrascaeta

postado em 27/10/2019 21:13 / atualizado em 27/10/2019 21:39

<i>(Foto: Alexandre Vidal/CRF)</i>
Depois de fazer 5 a 0 no Grêmio e garantir a classificação à final da Copa Libertadores na última quarta-feira, o Flamengo voltou ao Maracanã neste domingo e venceu o CSA por 1 a 0 pela 28ª rodada do Campeonato Brasileiro. Com o triunfo, garantido após gol do meia uruguaio Arrascaeta, o time rubro-negro chegou aos 67 pontos e seguiu com folga no topo da tabela. O segundo colocado Palmeiras, que um fez 2 a 1 no Avaí na Ressacada, está com 57.

Bom para a torcida rubro-negra, que fez sua parte e quebrou o recorde de público do ano no Brasil. Foram 69.846 torcedores ao total no estádio e 65.649 pessoas que compraram ingressos e protagonizaram o maior público pagante desta temporada, com renda de R$ 3.735.850,25.

A referência anterior já era flamenguista e foi registrada contra o Vasco na 15ª rodada, na qual o rubro-negro venceu por 4 a 1 no Mané Garrincha, em Brasília. O clube cruzmaltino vendeu o mando e viu um público pagante de 65.418 torcedores.



O JOGO


Apesar de ter disputado a segunda perna da semifinal da Libertadores no meio da semana, o Flamengo foi a campo com força total contra o CSA e não tomou conhecimento do adversário, embora o placar tenha sido magro.

O jogo foi decidido pela diferença mínima, mas a vantagem foi construída logo no começo do primeiro tempo, aos oito minutos: o meia Everton Ribeiro costurou pelo meio e serviu Arrascaeta, que limpou a marcação e bateu com categoria para marcar.

Daí em diante, o Flamengo passou a controlar o jogo, mas o CSA incomodava e Diego Alves precisou trabalhar. O goleiro rubro-negro foi determinante em finalizações do centroavante Ricardo Bueno, do ponta Apodi e do volante Dawhan.

Já os mandantes seguiram criando e só não ampliaram porque João Carlos brilhou. Antes do intervalo, o arqueiro parou três tentativas de Gabriel. Everton Ribeiro, Bruno Henrique e Arrascaeta também tiveram chances, mas não marcaram.

O segundo tempo seguiu no mesmo ritmo, com oportunidades dos dois lados e jogo aberto. A primeira tentativa mais clara aconteceu aos 21 minutos, mas João Carlos voltou a parar Gabriel.

Na segunda metade da etapa final, o atacante criou mais chances, mas o goleiro do CSA não permitiu que o camisa 9 ampliasse ainda mais a vantagem na artilharia, dominada pelo Fla: Gabriel tem 19 gols, contra 12 do companheiro Bruno Henrique.

Os últimos minutos foram movimentados e levaram perigo especial a Diego Alves, que precisou salvar em tentativas ofensivas de Warley e Alecsandro. No fim, o placar magro permaneceu, o que irritou o técnico português do Flamengo, Jorge Jesus. A torcida não se importou e fez a festa no Maracanã, em mais uma noite de casa cheia.

Na próxima rodada do Brasileirão, o Flamengo enfrentará o Goiás na quinta-feira, às 20 horas, no Serra Dourada, em Goiânia, enquanto o CSA receberá o Corinthians na quarta, às 21h30, no Rei Pelé, em Maceió.

FLAMENGO 1 X 0 CSA

FLAMENGO
Diego Alves; Rafinha, Rodrigo Caio, Thuler e Filipe Luís; Willian Arão e Gerson; Éverton Ribeiro (Reinier), Arrascaeta (Vitinho) e Bruno Henrique; Gabriel (Vinícius)
Técnico: Jorge Jesus

CSA
João Carlos; Celsinho, Alan Costa, Luciano Castán e Carlinhos (Alecsandro); Nilton (Jean Cléber) e Dawhan; Jonatan Gómez (Euller), Warley e Apodi; Ricardo Bueno
Técnico: Argel Fucks

Local: Maracanã, Rio de Janeiro
Data: domingo, 27 de outubro
Árbitro: Rodolpho Toski Marques (PR)
Público: 65.649 pagantes (69.846 ao total)
Renda: R$ 3.735.850,25
Cartões amarelos: Gerson (FLA); João Carlos, Apodi (CSA)
GOL: Arrascaeta, aos 8min do 1ºT

Tags: maracanã flamengo liderança recorde arrascaeta seriea csaal