Futebol Internacional

LIGA DOS CAMPEÕES

José Mourinho confirma titulares do Real e não prevê Borussia Dortumand abalado

Di María é a única dúvida do treinador; jogador acompanha esposa em hospital

postado em 23/04/2013 14:24 / atualizado em 23/04/2013 16:07

AFP PHOTO / PEDRO ARMESTRE

O anúncio da venda de Mario Gotze para o Bayern de Munique não deve abalar o Borussia Dortmund no confronto das semifinais da Liga dos Campeões da Europa, pelo menos na opinião do técnico José Mourinho, do Real Madrid. Por 37 milhões de euros, o principal jogador do adversário dos merengues nesta quarta-feira foi negociado com o time de Munique e, mesmo assim, entra em campo até o final da temporada europeia.

Até o site oficial do Borussia já pediu para que os torcedores compareçam ao Signal Iduna Park para apoiar Gotze e seus companheiros, mas Mourinho prefere não criar expectativas a respeito do abalo emocional de seu adversário: “Eu não conheço o Mario Gotze nem a mentalidade ou a cultura do Borussia, então não faço ideia se isso pode ter consequências positivas ou negativas”.

Logo após sanar a principal curiosidade na entrevista coletiva concedida nesta terça-feira, o treinador português confirmou a escalação titular do Real Madrid para o embate, fugindo do mistério que geralmente faz em torno da formação e sacando Benzema do time titular: Diego López; Sergio Ramos, Pepe, Varane e Fabio Coentrão; Xabi Alonso, Khedira e Ozil; Higuaín, Cristiano Ronaldo e Di María.

A única dúvida de Mourinho para o compromisso é o meia-atacante Di María, cuja esposa deu à luz sua filha nesta segunda-feira, em parto prematuro e complicado. O argentino não viajou com o grupo para Dortmund, mas, se chegar a tempo, pode ser relacionado: “Ele teve um dia muito feliz por causa do nascimento de sua filha, mas é duro porque não está sendo emocionalmente fácil para ele e sua família. Esperamos que chegue em condições de jogar”.

Borussia Dortmund e Real Madrid se enfrentam nesta quarta-feira, às 15h45 (de Brasília), em solo alemão. “A eliminatória está igual, porque as duas equipes têm peças parecidas e o Borussia tem uma identidade de jogo bem definida e que não é fácil enfrentar. Foi o sorteio mais tranquilo de semifinais que já teve, porque qualquer um dos três rivais seria a mesma dificuldade”, sentenciou Mourinho, à espera de sua primeira final de Champions em seu provável último ano no comando do Real.

Tags: bayer de munique futinternacional mourinho real madrid