Futebol Internacional

LIGA DOS CAMPEÕES

Bayern de Munique humilha Barcelona e fica próximo da final em Wembley

Com grande espetáculo na Allianz Arena, Bayern de Munique massacra Barcelona e garante boa vantagem para chegar à segunda decisão seguida na Champions: 4 a 0

postado em 23/04/2013 17:39 / atualizado em 23/04/2013 18:26

J

REUTERS/Kai Pfaffenbach

upp Heynckes nem precisou das dicas de Pep Guardiola para armar um Bayern de Munique agressivo e ao mesmo tempo marcador para o primeiro jogo das semifinais da Liga dos Campeões da Europa. Com domínio de posse de bola e das ações, o time alemão fez valer a força da torcida da Allianz Arena, criou as melhores oportunidades, não permitiu que o adversário pensasse e saiu de campo com uma vitória soberana por 4 a 0.

Dos quatro gols, dois geraram discussão já dentro de campo: após Schweinsteiger abrir o placar aos 23 do primeiro tempo, em falha defensiva do Barcelona pelo alto, Mario Gomez ampliou a contagem aos três da etapa complementar, em posição de impedimento. O terceiro gol, marcado por Robben aos 23 minutos, teve uma dividida entre Alba e Muller que também foi alvo de reclamação dos espanhóis. Antes do apito final, Muller ainda fechou a contagem, abrindo belíssima vantagem para o confronto de volta.

Sem levar quatro gols desde 2008 e encurralado diante de um sistema tático mais forte e mais moderno que o seu, o Barcelona tenta reverter o prejuízo na quarta-feira da semana que vem, quando recebe o Bayern de Munique em Camp Nou.

O Jogo –
A entrega tática dos jogadores do Bayern de Munique rendeu um primeiro tempo disputado em alto nível, com os donos da casa vendo o Barcelona com maior posse de bola durante todo o período, mas marcando forte – inclusive nas pontas, com Robben e Ribéry -, e criando as melhores oportunidades. O primeiro lance de perigo ocorreu logo no primeiro minuto, quando Robben cortou Jordi Alba na entrada da área, pela esquerda, e bateu em cima de Valdés.

O time alemão tentava de tudo para fechar os espaços do Barcelona, marcando às vezes até mesmo com os 11 jogadores, inclusive Mario Gomez. Com marcação especial direcionada para Messi, que recebia atenção de ao menos dois marcadores quando tinha a bola nos pés, o Bayern só se assustou em lances esporádicos, graças à troca de passes de Iniesta e Xavi no setor de meio-campo. Marcando forte, os comandados de Jupp Heynckes conseguiram inverter de 75% para 62% a posse de bola do adversário.

REUTERS/Kai Pfaffenbach
Aos 13 minutos, Lahm apareceu na entrada da área do Barcelona e atirou com firmeza, em cima da marcação de Piqué, que teria desviado com a mão segundo a reclamação do time da casa. Após a cobrança de escanteio, Piqué foi soberano e desviou. Em uma de suas raras oportunidades claras de gol, o Barcelona contou com um drible desconcertante de Iniesta para cima de Lahm, mas o Bayern conseguiu se fechar a tempo de evitar o lançamento na área.

O panorama da partida se manteve até os 23 minutos, quando Schweinsteiger começou a jogada pela esquerda do ataque do Bayern, protegeu a posse de bola na chegada de Jordi Alba e conseguiu o passe para Robben, que cruzou no meio da área. Dante subiu mais alto que a marcação de Daniel Alves e escora para a chegada decisiva de Thomas Muller, de cabeça. O camisa 25 dos donos da casa mostrava estrela mais uma vez: ele marcou gols nas oitavas, nas quartas e agora na semifinal da Liga dos Campeões da Europa.

Logo que sentiu o baque da desvantagem, o Barcelona se atirou para o campo de ataque e criou boa jogada com cruzamento de Pedro e desvio de Dante pouco antes de Messi colocar o pé no meio do caminho. Aos 27, em novo lance polêmico, Dante ganhou pelo alto após cobrança de escanteio, e a bola bateu no braço de Sanchez durante a queda. O Bayern reclamou de novo, mas o árbitro húngaro Viktor Kassai nada marcou.

A impressão geral do primeiro tempo foi que o Bayern de Munique realizava um jogo seguro, marcando até sem a bola e atrás da linha intermediária. Enquanto isso, o Barcelona insistia na troca de passes, mas não consegue chegar nem perto do gol de Neuer.

REUTERS/Kai Pfaffenbach

O segundo tempo começou em ritmo quente na Allianz Arena, com Javi Martínez recebendo cartão amarelo logo no primeiro lance, por falta dura em Iniesta. Com mais uma falha defensiva do Barcelona pelo alto, o Bayern de Munique também não demorou a ampliar sua vantagem. Aos três minutos, Robben cobrou escanteio fechado na segunda trave e, em lance muito semelhante ao do primeiro gol, Muller ajeitou para a chegada de Mario Gomez, em posição de impedimento, marcar o segundo.

A ampliação da vantagem só fez com que o Bayern mantivesse sua presença no campo de ataque e desperdiçasse duas boas chances nos minutos seguintes. Na primeira, Robben cortou dois marcadores na entrada da área e serviu Ribéry, que driblou Daniel Alves com facilidade e chutou pela linha de fundo. No outro lance, foi a vez de Schweinsteiger levantar a bola na área em cobrança de falta para cabeceio de Robben por cima do gol de Valdés.

Com Luiz Gustavo no lugar de Mario Gomez, a tendência de se recuar na verdade não aconteceu do lado do Bayern de Munique, que aumentou a vantagem aos 27, quando Robben invadiu a área do Barcelona, pedalou para cima da marcação de Jordi Alba, viu o lateral do Barcelona trombar com Thomas Muller, cortou para o meio e bateu no canto de Valdés.

REUTERS/Michael Dalder

Diante de um adversário inofensivo, o Bayern de Munique ainda marcou o quarto após bela jogada na entrada da área, com cruzamento preciso de Luiz Gustavo e finalização de Muller para humilhar o Barcelona na Allianz Arena. Mesmo sem ainda contar Gotze, contratado junto ao Borussia Dortmund nesta terça-feira, só deu Bayern. Nem Messi, sem inspiração, conseguiu reverter o efeito.

BAYERN DE MUNIQUE 4 X 0 BARCELONA


Bayern: Neuer; Lahm, Boateng, Dante e Alaba; Javi Martínez, Schweinsteiger, Robben, Muller (Pizarro) e Ribery (Shaqiri); Mario Gomez (Luiz Gustavo)
Técnico: Jupp Heynckes


Barcelona: Valdés; Daniel Alves, Piqué, Bartra e Alba; Xavi, Busquets e Iniesta; Pedro (Villa), Messi e Sánchez
Técnico: Tito Vilanova


Estádio: Allianz Arena, em Munique, Alemanha
Data: 23 de abril de 2013, terça-feira

GOLS: Bayern de Munique – Schweinsteiger, aos 23 minutos do primeiro tempo. Mario Gomez, aos 3 minutos, Robben, aos 26, e Muller, aos 34 do segundo tempo.

Árbitro: Viktor Kassai (Hungria)
Assistentes:Gyorgy Ring e Robert Kispal, ambos da Hungria
Cartões amarelos: Mario Gomez, Javi Martínez, Schweinsteiger (Bayern de Munique); Bartra, Sanchez, Iniesta, Jordi Alba (Barcelona)

Tags: semifinal ribery barcelona bayern messi gomez robben muller