SELEÇÃO BOLIVIANA

Bolívia demite o técnico Julio César Baldivieso após fracasso na Copa América Centenário

Treinador comandou a seleção nacional por quase 11 meses, mas acabou caindo

postado em 05/07/2016 13:29

OTTO GREULE JR/AFP
A Federação Boliviana de Futebol (FBF) anunciou a demissão do técnico Julio César Baldivieso. O treinador ficou à frente da seleção nacional por quase 11 meses e caiu na sequência da fraca campanha da equipe na Copa América Centenário.

"A diretoria tomou a decisão por unanimidade (demitir Baldivieso)", disse o presidente da FBF, Rolando López, após a reunião que definiu a queda do técnico. "Fizemos um trabalho profissional e honesto e estou tranquilo", declarou o treinador.

Baldivieso foi o quinto treinador da seleção boliviana desde 2011, e sob o seu o comando, a equipe acumulou dez derrotas e apenas uma vitória. Na Copa América Centenário, a equipe perdeu todas as partidas que disputou, sendo eliminada na fase de grupos.

A situação nas Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo não é muito melhor, tanto que a Bolívia está em penúltimo lugar, com apenas três pontos somados em seis rodadas. A equipe, aliás, não conquista resultados relevantes desde que foi vice-campeã da Copa América de 1997, torneio em que foi a seleção anfitriã.

Desde que assumiu o comando da Bolívia em agosto, Baldivieso iniciou uma renovação no grupo da seleção, mas suas declarações polêmicas o levaram a perder o apoio de dirigentes. Além disso, alguns jogadores se recusaram a defender a Bolívia por causa do relacionamento ruim com o treinador.

López explicou que o nome do substituto de Baldivieso ainda não foi definido. A seleção da Bolívia voltará a jogar no início de setembro, quando fará dois jogos pelas Eliminatórias da Copa, diante de Peru e Chile. A equipe é a pior colocada da América do Sul no ranking da Fifa, na 82ª colocação.

Tags: bolivia tecnico