UAI


Liga dos Campeões tem Cristiano Ronaldo, Koeman e Chelsea sob pressão

Jogos desta quarta-feira completam terceira rodada da fase de grupos da Champions

20/10/2021 07:00 / atualizado em 20/10/2021 10:13
compartilhe
Ronaldo lidera United contra líder do grupo, Atalanta
foto: Manchester United/Reprodução

Ronaldo lidera United contra líder do grupo, Atalanta


A Liga dos Campeões nem chegou à metade da fase de grupos, mas já tem times, jogadores e técnicos sob cobrança. Nesta quarta-feira, por exemplo, Barcelona, Manchester United e até o atual campeão Chelsea entram em campo em seus domínios com obrigação de um triunfo. Cada um por um motivo diferente, todos estão pressionados após início abaixo do esperado e tropeços inesperados.

O mais cobrado e pressionado nas cordas é o técnico Ronald Koeman, do Barcelona. O clube chegou a fazer reunião por sua demissão após as duas derrotas na largada da competição e até sondou nomes no mercado. O holandês ganhou um último voto de confiança ao prometer reação e classificação às oitavas de final.

Para isso, o time catalão tem de ganhar os dois confrontos com o Dínamo Kiev, a começar pelo Camp Nou nesta quarta-feira, além do confronto direto com o Benfica, principal candidato à segunda vaga no Grupo E. O Bayern de Munique deve passar sem problemas em primeiro.

"É um jogo decisivo e temos de ganhar para ter opções para passar da fase de grupos, não tem outro remédio", reconheceu Koeman, sem esconder que, mesmo indo às oitavas, sua equipe não tem forças para brigar por algo maior na Liga dos Campeões.

"Comparando com outras equipes que estão na frente, não dá para exigir que o Barça ganhe a Liga dos Campeões. Procuramos chegar a este nível, com gente nova e jovem, temos uma equipe para competir e passar da fase de grupos, mas baixamos o nível nos últimos quatro ou cinco anos. Não é normal agora pensar em alcançar quartas de final, semifinais e final", admitiu o treinador na terça-feira.

Enquanto o Barcelona busca seus primeiros pontos, o Bayern de Munique defende a campanha perfeita na casa do Benfica, com reforço na torcida dos catalães. Koeman acredita que os alemães ganhem as duas dos portugueses, ajudando seu time a voltar à briga. Caso os resultados se confirmem, o Barcelona dependeria de suas forças no duelo da quinta rodada co o time de Jorge Jesus.

Outro sob enorme pressão é o astro Cristiano Ronaldo. O ídolo passou em branco em duas derrapadas no Campeonato Inglês seguidas e o time caiu para o sexto lugar. Nos últimos sete jogos, são somente duas vitórias do United e irritação da torcida. Na Liga dos Campeões, a terceira posição no Grupo F só não e pior graças a gol dele na virada sobre o Villarreal aos 50 minutos do segundo tempo na rodada passada.

Com enorme investimento, o clube inglês não admite dar adeus precoce na Liga dos Campeões e o português é a esperança por nova vitória em Old Trafford, diante da líder Atalanta, que colocaria o time na faixa de classificação às oitavas.

O técnico Solskjaer rasga elogios à equipe italiana e tenta tirar o peso da vitória somente em Cristiano Ronaldo. "Somos onze em campo, todos desempenham funções distintas. Mas colocamos em campo uma equipe que para nós é capaz de vencer o jogo", enfatiza. "O Cristiano é campeão, um jogador ótimo e sabemos o que ele pode fazer para nós. Ele está fazendo tudo o que pode para ajudar o time."

Surpresa da chave, o Young Boys hospeda o Villarreal com missão de seguir entre os dois melhores. Basta ganhar dos espanhóis.

Pressionado, mas ainda em posição confortável, o Chelsea buscará reabilitação após ser surpreendido na visita à Juventus. Em segundo no Grupo H, o atual campeão tenta comprovar seu favoritismo diante do Malmo, em Stanford Bridge. Na liderança, a equipe de Turim tem dura visita ao Zenit dos brasileiros Malcom e Claudinho.

A rodada da Liga dos Campeões ainda tem, pelo Grupo G, RB Salzburg x Wolfsburg e Lille x Sevilla nesta quarta-feira.
Compartilhe