UAI

2

Jorginho marca, e Chelsea busca empate com o Manchester United no Inglês

Resultado foi pior para os Red Devils, que permanecem fora da zona de classificação para as competições europeias. Blues seguem na ponta

28/11/2021 16:13
compartilhe
Jorginho, que fez o gol do empate do Chelsea, disputa com o português Bruno Fernandes
foto: Ben Stansall/AFP

Jorginho, que fez o gol do empate do Chelsea, disputa com o português Bruno Fernandes

 
Com Cristiano Ronaldo iniciando a partida no banco de reservas, o Manchester United conseguiu sair na frente diante do líder Chelsea, mas acabou cedendo o empate por 1 a 1, na tarde deste domingo, no Estádio Stamford Bridge, pela 11ª rodada do Campeonato Inglês. O resultado desagradou os Reds, que continuam fora da zona de classificação para as competições europeias.

Com a vitória neste domingo, o Chelsea continuou na liderança, mas viu a diferença para o Manchester City cair para apenas um ponto. São 30 no total, contra 29 do seu rival na disputa pelo título. O Manchester United, por sua vez, chegou ao terceiro tropeço consecutivo, e ficou estacionado em oitavo, com 18.

Buscando a reabilitação no Campeonato Inglês e visando se aproximar das primeiras colocações, o Manchester United fez um primeiro tempo cauteloso contra o líder Chelsea. O técnico interino Michael Carrick surpreendeu ao deixar Cristiano Ronaldo no banco de reservas e montou um ferrolho no seu setor defensivo

A postura do Manchester United fez com que o Chelsea dominasse a etapa inicial. Foi literalmente ataque contra defesa. Os Blues chegaram a ter quase 70% da posse de bola e criou, sim, as melhores oportunidades. Mas dois fatores atrapalharam: a má sorte e o goleiro De Gea.

O arqueiro foi muito acionado e fez defesas espetaculares. Em uma delas, De Gea salvou o que seria uma cobrança de falta com perfeição de James. Já na tentativa do zagueiro Rüdiger, a bola foi no travessão, depois do goleiro desviar. O Manchester United, por sua vez, assustou Sancho, mas foi muito pouco para uma equipe que sempre disputou títulos.

No segundo tempo, o Manchester United voltou com Cristiano Ronaldo ainda no banco de reservas. No entanto, conseguiu abrir o placar em uma das poucas oportunidades de perigo da equipe visitante. Jorginho falhou, Sancho recuperou a bola, avançou livre de marcação e tocou na saída de Mendy.

Com o time em vantagem, Carrick colocou Cristiano Ronaldo, mas o dia não era do português. Dois minutos após entrar em campo, Wan-Bissaka fez falta em Thiago Silva dentro da área, pênalti. Jorginho cobrou com capricho para deixar tudo igual. O gol animou o Chelsea, que voltou a dominar o duelo.

No final, Cristiano Ronaldo tentou chamar a responsabilidade, se apresentou, criou algumas chances, mas a marcação foi feroz no ataque, que não conseguiu impedir novo tropeço de sua equipe na competição. O resultado só não foi pior, pois Rüdiger perdeu um gol inacreditável no último lance.

Compartilhe