UAI

2

Com gol de pênalti, Vélez vence o River e larga na frente na Libertadores

Clássico argentino pelas oitavas de final termina com triunfo dos mandantes no Estádio José Almafitani. Jogo da volta será na próixma quarta

30/06/2022 00:05
compartilhe
Lucas Janson celebra o gol de pênalti que deu a vantagem ao Vélez em casa
foto: Juan Mabromata/AFP

Lucas Janson celebra o gol de pênalti que deu a vantagem ao Vélez em casa


Em clássico argentino de clubes de Buenos Aires, o Vélez Sarsfield recebeu o River Plate pelo jogo de ida das oitavas de final da Copa Libertadores, no Estádio José Amalfitani, e venceu por 1 a 0. O gol da partida desta quarta-feira foi marcado por Janson, em cobrança de pênalti.

Assim, o Vélez, campeão da competição continental em 1994, largou na frente no confronto e abriu vantagem para o jogo da volta. O clube pode até empatar que se classifica às quartas de final. Caso seja derrotado por até um gol de diferença, a vaga será decidida na disputa de pênaltis.

O próximo confronto entre as equipes, válido pela volta do mata-mata, será realizado na quarta-feira (6), a partir das 21h30 (de Brasília), no Monumental de Núñez.


O JOGO


Após o River chegar duas vezes com perigo antes dos dez minutos do primeiro tempo, com Enzo Fernández e Julián Álvarez, foi o Vélez que abriu o placar. Aos 13 minutos, David Martínez fez pênalti em Janson, que apenas deslocou o goleiro Armani na cobrança para fazer o 1 a 0.

Apesar da pressão do River, o Vélez teve a chance de aumentar a vantagem aos 30 minutos. Walter Bou recebeu boa bola na ponta esquerda, ajeitou o corpo para finalizar com a direita, mas a bola explodiu em Martínez.

Aos 38 minutos, a defesa do Vélez se atrapalhou, com os jogadores batendo cabeça, e a bola sobrou para Paradela, que avançou livre pela direita e rolou para Julián Álvarez. O camisa 9, entretanto, não pegou bem e a bola foi no meio do gol de Hoyos.

Na volta do intervalo, o Vélez teve a oportunidade de ampliar o marcador com Lucas Pratto, aos sete minutos. O ex-São Paulo e Atlético-MG recebeu em profundidade de Orellano, saiu cara a cara com Armani, mas finalizou para fora, longe do gol.

Na altura do minuto 24 da etapa complementar, Pratto recebeu na ponta direita, cruzou rasteiro no meio e deixou Osorio cara a cara com Armani. Porém, o meia do Vélez finalizou em cima do goleiro do River, que fez uma bela defesa.

Cinco minutos depois, aos 29, saiu o segundo do Vélez, que pressionava muito, novamente com Janson. Entretanto, a arbitragem viu impedimento no lance, confirmado pelo VAR, e anulou o tento dos donos da casa.

Já nos acréscimos, aos 48 minutos, o Vélez teve sua última grande chance. Osorio recebeu ótima bola na esquerda, deixou Enzo Pérez para trás, ajeitou o corpo e finalizou muito bem com a direita, mas a bola explodíu na trave.

Compartilhe