Futebol Nacional

COPA DO BRASIL

Quarta é dia de Dedé

Cruzeiro não terá muito tempo para lamentar a perda do Estadual

postado em 20/05/2013 09:00

Rodrigo Clemente/EM/D.A Press
O Cruzeiro não terá muito tempo para lamentar a perda do Campeonato Mineiro. Quarta-feira, a equipe faz o jogo de volta contra o Resende-RJ, pela segunda fase da Copa do Brasil, às 22h, no Mineirão. Depois de vencer em Volta Redonda por 2 a 1, a Raposa pode até perder por 1 a 0 para se classificar e enfrentar o Atlético-GO na próxima fase. Os jogadores já se reapresentam hoje à tarde, na Toca da Raposa.

Domingo, a equipe estreia no Campeonato Brasileiro contra o Goiás, no Independência. O presidente Gilvan de Pinho Tavares revelou ontem que o clube procura um volante para reforçar o grupo no restante da temporada, mas Marcelo Oliveira preferiu não tocar no assunto e valorizar os atletas com que já conta. “Temos jogadores que ainda não participaram, como Dedé, Henrique, Martinuccio, Lucca... Estamos satisfeitos, porque não temos problemas disciplinares, todos treinam intensamente”, elogiou, confirmando a estreia do ex-zagueiro do Vasco na quarta-feira.

Marcelo deixou escapar, porém, que alguns poderão sair. “Vamos fazer ajustes, porque o elenco é numeroso. Mas os que estão aí formam um grupo competitivo e que quer vencer”, observou.

DESDÉM


Os jogadores lamentaram a perda do título, principalmente pela boa atuação de ontem. “A equipe suou, lutou muito e nem gol merecia ter tomado”, comentou o atacante Borges na saída do campo. Para o goleiro Fábio, o Atlético não foi melhor do que o Cruzeiro no campeonato. “Vencemos a equipe deles duas vezes. Uma equipe que se diz a melhor do Brasil. Não vimos isso. Eles só jogam no estádio deles. Em outro estádio não conseguem jogar”, desdenhou.

Fábio também lamentou a derrota por três gols no Independência: “Infelizmente, não fomos bem no primeiro jogo. Aqui, dominamos. Era para termos conseguido o resultado e, em uma infelicidade na saída de bola, a gente perdeu e ocasionou o pênalti. Isso não pode colocar em questão o mérito da equipe ao longo da temporada. E nos jogos contra o Atlético no Mineirão jogamos melhor. Eles só foram felizes no campo onde sabem jogar, souberam usufruir do estádio”.