Futebol Nacional

Olho em Criciúma e no Independência

Cruzeiro assumirá a liderança se vencer os catarinenses no Sul do país e, em seguida, o Botafogo não derrotar o Galo, no Horto. Técnico Marcelo Oliveira mantém base do time

postado em 07/08/2013 08:24

Pela segunda rodada seguida, o Cruzeiro tenta fazer sua parte e torcer contra o Botafogo para assumir a liderança do Campeonato Brasileiro. Como fez diante do Coritiba, no Mineirão, os comandados por Marcelo Oliveira buscam a vitória sobre o Criciúma, às 19h30, no interior catarinense, para depois ficar na expectativa de um tropeço dos cariocas, que visitam ninguém menos que o maior rival do time celeste, o Atlético, às 21h50, no Independência.

Como torcer para o alvinegro não passa pela cabeça da maioria dos cruzeirenses, um empate em Belo Horizonte é considerado bom resultado para eles. Assim, poderiam chegar aos mesmos 24 pontos da equipe de General Severiano, mas levariam vantagem nos critérios de desempate. “Para ser campeão, você precisa vencer em casa e buscar pontos fora. Deixamos escapar alguns, mas menos mal que estamos jogando bem. E quem joga bem fica mais perto da vitória”, disse o treinador celeste, que espera uma partida muito disputada. “Vai ser um jogo de alto nível de competição, com muita bola aérea. Mas temos treinado bem esse tipo de jogada e temos mostrado muito potencial, tanto ofensiva quando defensivamente.”

Para que o Cruzeiro se mostre novamente forte, Marcelo Oliveira aposta na manutenção da maior parte da equipe. A única mudança será em função do cansaço muscular reclamado pelo volante Nílton. Em seu lugar entra o experiente Leandro Guerreiro, de 34 anos. “É o substituto natural e estamos absolutamente tranquilos, até porque ele foi titular em muitas oportunidades este ano”, argumentou o comandante celeste.

Contratado no início de 2011, Leandro Guerreiro já disputou 113 jogos com a camisa azul, tendo marcado quatro gols. Ele começou o ano como titular, mas, durante a intertemporada nos EUA, perdeu a posição para o recém-contratado Souza. Com isso, Nílton passou a atuar mais recuado. “Não vamos mudar nossa forma de jogar. Talvez o Nílton seja mais vigoroso, é muito forte fisicamente, mas o Leandro Guerreiro cumprirá o papel.”

TRANQUILIDADE Quem se mostra bem tranquilo para o jogo de hoje é o zagueiro Bruno Rodrigo. Com boas atuações, ele vem ganhando muito elogios, chegando a ofuscar o parceiro Dedé, contratação mais cara da história do Cruzeiro.

Entre suas características está o bom aproveitamento no jogo aéreo, que deverá ser muito utilizado, como bem alertou Marcelo Oliveira. “Na bola aérea, normalmente, quem tem mais trabalho são os zagueiros, os volantes. A nossa equipe tem se portado bem nesse quesito. Temos bons jogadores para esse tipo de jogada e se o campo (do estádio Heriberto Hulse) exigir isso, a equipe do Cruzeiro estará preparada”, afirmou o defensor.

Como os demais jogadores, ele acredita que a Raposa tem condições de voltar de Santa Catarina com os três pontos e, quem sabe, a liderança do Brasileiro “É uma partida importante. Como eles vêm de uma derrota em casa (2 a 0 para o Corinthians), deverão querem buscar a reabilitação. Acho que vai ser mais uma partida difícil, mas esperamos conquistar um bom resultado”, disse.


ESTRELADAS
Sem negócio
O atacante Anselmo Ramon, que está na mira do Atlético-PR, vai permanecer no Cruzeiro. A informação é que ele preferiu não deixar o clube celeste, que estaria inclinado a aceitar a proposta paranaense, que seria de 1 milhão de euros (cerca de R$ 3 milhões) por 40% do direitos, ficando com o restante. O técnico Marcelo Oliveira não levou o jogador para Criciúma, mas disse, no interior catarinense, que continua contando com ele para a sequência da temporada.

Promoção
Os sócios-torcedores da categoria Cruzeiro Sempre podem comprar dois bilhetes para a partida contra o Santos, domingo, no Mineirão, pela 13ª rodada do Campeonato Brasileiro, mas somente um terá 50% de desconto. A outra entrada custará o preço normal da bilheteria, com a vantagem de poder ser comprada pela internet. O próprio cartão de sócio vale como ingresso nos dois casos, não sendo necessário retirar o bilhete de papel. Portanto, as duas entradas compradas pelo associado devem ser obrigatoriamente para o mesmo setor do estádio. A inteira dos bilhetes custam entre R$ 70 (Setores Inferior Amarelo, acesso pelo Portão C) e R$ 120 (Superior Roxo, Portão B).


O ADVERSÁRIO
Quase um time fora do jogo
Sem poder contar com nada menos que oito jogadores – os volantes Elton, João Vítor e Serginho, os armadores Daniel Carvalho e Morais e o atacante Marcel, todos machucados, além do também volante Amaral, suspenso, e atacante Wellington Paulista, cujo contrato de empréstimo não permite que ele enfrente o clube que detém seus direitos –, o Criciúma tem muitas problemas para enfrentar o Cruzeiro, hoje. Assim, o técnico Vadão teve de recorrer às categorias de base. Além do atacante Bruno Lopes, presença constante na lista dos relacionados, o treinador deverá colocar o armador Crispim no banco de reservas. Se não houver mais problemas, o treinador mantém a defesa que atuou na derrota por 2 a 0 para o Corinthians. No meio-campo, a certeza é de que o zagueiro Ewerton Páscoa, liberado pelo departamento médico, atue como primeiro volante. Já a dupla de ataque deve ser formada por Lins e Cassiano. “O Páscoa vai começar jogando, até porque perdemos o André Gava (volante reserva, que está com infecção na garganta e febre). As opções não são muitas, então vamos pensar bem como armar o time”, disse Vadão.



Criciúma X Cruzeiro

Criciúma
Hélton Leite; Suéliton, Matheus Ferraz, Fábio Ferreira e Marlon; Ewerton Páscoa, Leandro Brasília, Gílson e Ivo; Lins e Cassiano
Técnico: Vadão

Cruzeiro
Fábio; Mayke, Dedé, Bruno Rodrigo e Egídio; Leandro Guerreiro, Souza, Éverton Ribeiro, Ricardo Goulart e Luan; Vinícius Araújo
Técnico: Marcelo Oliveira

Estádio: Heriberto Hulse
Horário: 19h30
Árbitro: Marco André Gomes da Penha (ES)
Assistentes: Cristhian Passos Sorence (GO) e Rerner Santos de Carvalho (AC)
TV: Pay-per-view