Futebol Nacional

Se mantiver a toada...

Cruzeiro tem empolgado sua torcida com aproveitamento semelhante ao do Brasileiro de 2003 e a intenção é seguir no caminho para faturar o torneio

postado em 09/08/2013 09:15 / atualizado em 09/08/2013 09:16

Gladyston Rodrigues / EM / DA PRESS
Líder do Campeonato Brasileiro, o Cruzeiro tem entusiasmado a torcida não só com a boa campanha, mas também com o futebol consistente que vem apresentando a cada partida. Em 12 rodadas, já são 24 pontos ganhos, apenas quatro a menos do que fez em todo o primeiro turno no ano passado e mais da metade do que fez em todo o Nacional de 2011, quando só escapou do rebaixamento na última rodada, com a goleada por 6 a 1 sobre o Atlético, chegando aos 43 pontos. A intenção é não deixar mais a liderança, ainda que todos saibam que há um longo caminho a ser percorrido.

Se mantiver a tocada atual no restante da competição, o time celeste tem grandes chances de se sagrar tricampeão brasileiro. Afinal, o aproveitamento de 66,67% é superior aos obtidos pelos campeões em nada menos que seis dos 10 dos campeonatos disputados por pontos corridos – suficiente para ganhar o título em 2004, 2005, 2008, 2009, 2010 e 2011.

Para os que são supersticiosos, o otimismo é ainda maior pelo fato de a pontuação até a 12ª rodada ser a mesma da obtida em 2003, ano marcado por conquistas azuis – além do Brasileiro, ganhou a Copa do Brasil e o Campeonato Mineiro –, sendo que a atual é melhor levando-se em conta o saldo de gols. Por outro lado, três anos depois, chegou a somar 25 pontos em 12 jogos, mas não conseguiu manter o ritmo e acabou em 10º lugar, com apenas 53 pontos.

Por isso, é importante seguir com a boa campanha, na qual tem 100% de aproveitamento no Mineirão, local da partida com o Santos, domingo, às 16h. Depois de vencer o Criciúma, no interior catarinense, a expectativa é de casa cheia para a busca de mais um triunfo para seguir na ponta da tabela. “Falei para os jogadores da importância dessa vitória fora de casa, principalmente pelas dificuldades de se jogar em Criciúma. Temos certeza que agora vamos encher o Mineirão e manter nosso aproveitamento lá”, disse o técnico Marcelo Oliveira.

Os jogadores também contam com o apoio da torcida diante do Santos. “Esperamos que o torcedor, que vem sempre nos incentivando, possa encher o Mineirão e que a equipe corresponda dentro de campo para conseguir mais três pontos”, declarou o ídolo celeste, que, com boas defesas, foi fundamental para que a equipe trouxesse a vitória de Santa Catarina.

DESFALQUE E VOLTA Para o jogo com o Peixe, o Cruzeiro não poderá contar com o armador Éverton Ribeiro, que cumpre suspensão por ter recebido o terceiro cartão amarelo. Na vaga, Marcelo Oliveira poderá escalar Martinuccio, repetindo a substituição feita aos 26min do segundo tempo na quarta-feira.

Porém, como o argentino passou praticamente todo o primeiro semestre se recuperando de cirurgia nas tíbias, poderá ser preterido para começar jogando. Assim, para não mexer no esquema tático, o treinador pode optar, por exemplo, pelo recém-contratado Willian ou por Lucca. O prata da casa Élber corre por fora.

Quem deve começar jogando no domingo é o volante Nílton, poupado diante do Tigre devido a cansaço muscular. Assim, Leandro Guerreiro deve voltar para a reserva.

O adversário

Peixe ainda sem técnico

Oficialmente, Claudinei Oliveira segue como técnico do Santos, ainda que interinamente. Porém, ninguém mais no clube se esforça para esconder que estão sendo feitos convites a outros treinadores. Nos últimos dias, Abel Braga e Ney Franco foram procurados por dirigentes alvinegros para ocupar o cargo, sendo que o ex-técnico do Fluminense não teria se interessado pela proposta, até porque só deve voltar a trabalhar no ano que vem. Já com o mineiro, demitido pelo São Paulo, os contatos ainda são preliminares, mas trata-se de um sonho antigo – em 2011, antes de contratar Muricy, o Santos chegou a questionar a CBF sobre a possibilidade de liberá-lo da Seleção Brasileira Sub-20 para assumir o Peixe. Nenhum deles, porém, deve vir a Belo Horizonte, para a partida com o Cruzeiro.