Futebol Nacional

COPA LIBERTADORES

Fluminense tem desafio contra o "duro" Emelec pelas oitavas da Libertadores

Fluminense "esquece" final no Rio e visita time equatoriano pela Copa Libertadores

postado em 02/05/2013 10:13 / atualizado em 02/05/2013 10:24

 NELSON PEREZ/FLUMINENSE F.C.
Na tentativa de esquecer o Botafogo, adversário de domingo na final da Taça Rio, segundo turno do Campeonato Carioca, e dos efeitos de uma desgastante viagem, o Fluminense encara o Emelec nesta quinta-feira, às 22h30(de Brasília), no Estádio George Capwell, em Guaiaquil, no Equador, pela rodada de ida das oitavas de final da Copa Libertadores.

Por ter ficado em primeiro lugar no Grupo 8, deixando, inclusive, o Grêmio para trás, o time carioca vai poder decidir a classificação no Brasil, no duelo da volta, em 8 de maio. Já os equatorianos são vistos como azarões, tendo surpreendido ao avançarem em segundo lugar em uma chave que contava com o Peñarol, do Uruguai, e que foi vencida pelos argentinos do Vélez Sarsfield.

Abel Braga, técnico do Fluminense, pediu aos seus comandados para que eles fiquem atentos ao longo dos noventa minutos, pois considera que o Emelec vai procurar impor uma pressão nos minutos iniciais a fim de conseguir abrir vantagem no placar e passar a explorar os contra-ataques.

“Nós vamos precisar ficar atentos durante os noventa minutos. Tenho convicção de que o Emelec vai tentar pressionar assim que começar a partida, para abrir vantagem no marcador e ter a partida ao seu feitio. É um time rápido, que sabe sair jogando nos contra-ataques. Vamos precisar de muita atenção para não sermos surpreendidos”, explicou Abel Braga.

Nelson Perez/Fluminense FC
Os jogadores concordam com o treinador sobre a importância de controlarem as ações. “O Emelec tem um estilo de jogo parecido com o do Fluminense. Mas em casa acredito que vai procurar jogar correria para cima da gente a fim de colocar fogo no jogo e nos obrigar a sair. Vamos ter que observar a leitura que eles estão fazendo da partida, mas logo tomar a iniciativa do confronto, para não deixarmos eles ditarem o ritmo”, comentou o volante Jean.

Ciente da dificuldade que o espera nesta quinta-feira, Abel Braga "proibiu" seus atletas de pensarem no Botafogo. “Nós não devemos pensar agora na Taça Rio. Vamos ter uma pedreira terrível pela frente no Equador. Já joguei contra o Emelec quando estava no Internacional e perdemos lá. O time deles joga com intensidade muito grande e tem a bola aérea como principal jogada. Vamos ter dificuldades e precisamos saber explorar os contra-ataques. Portanto, o Emelec é a prioridade neste momento”, explicou o treinador.

Em termos de escalação Abel Braga vai repetir a formação que derrotou o Caracas por 1 a 0 no último jogo da fase de classificação. Isso porque o meia Deco, se recuperando de estiramento na coxa direita, e o artilheiro Fred, lutando contra uma lesão no músculo gastrocnêmio da perna esquerda, seguem de fora. Já o meia Thiago Neves, recuperado de lesão na coxa esquerda, mas ainda sem ritmo, ficará como opção no banco de reservas.

Pelo lado do Emelec, o Fluminense é visto como um gigante a ser batido. O técnico Gustavo Quinteros prevê muitas dificuldades e faz rasgados elogios ao adversário desta quinta. “Vamos enfrentar um adversário muito complicado, pois o Fluminense, como todo time brasileiro, tem muita qualidade, jogadores renomados e um orçamento bem superior ao nosso. Os problemas serão enormes. Mas temos condições de nos superarmos e conseguirmos a classificação, mas tudo vai depender daquilo que conseguirmos produzir nesta partida de ida. Temos que levar as coisas bem encaminhadas para o Brasil, pois do contrário será muito difícil avançar para as quartas de final”, afirmou o comandante.

Para piorar a vida de Gustavo Quinteros, o Emelec tem desfalques importantes. A dupla de zaga considerada titular, composta por Gabriel Achillier e Cristian Nasuti, fica de fora por acúmulo de cartões amarelos. José Quiñónez, que seria o reserva imediato, é outro afastado por conta de lesão na coxa direita. Assim, o setor será composto pelos inexperientes John Narvaez, Wilson Morante.

EMELEC-EQU X FLUMINENSE-BRA

Local: Estádio George Capwell, em Guayaquil (Equador)
Data: 2 de maio de 2013 (Quinta-feira)
Horário: 22h30(de Brasília)
Árbitro: Wilmar Roldán (Colômbia)
Assistentes: Eduardo Díaz (Colômbia) e Wilson Berrio (Colômbia)


EMELEC:
Esteban Dreer, Oscar Baguí, John Narvaez, Wilson Morante e Fernando Giménez; Pedro Quiñonez, Fernando Gaibor e Marcos Mondaini; Enner Valencia, Marcos Caicedo e Marlón De Jesus
Técnico: Gustavo Quinteros

FLUMINENSE:
Diego Cavalieri, Bruno, Gum, Leandro Euzébio e Carlinhos; Edinho, Jean e Wágner; Wellington Nem, Rhayner e Rafael Sobis
Técnico: Abel Braga

Tags: libertadores emelec fluminense