Futebol Nacional

COPA LIBERTADORES

Fluminense desafia tradição do Olimpia para conquistar vantagem nas quartas

Fluminense e Olimpia se enfrentam nesta quarta, às 22h, em São Januário

postado em 22/05/2013 08:00 / atualizado em 21/05/2013 20:21

Rossana Fraga/Photocamera

O sonho do Fluminense de conquistar a primeira Libertadores tem mais um importante capítulo nesta quarta. O Tricolor recebe o Olimpia, do Paraguai, às 22 horas (de Brasília), em São Januário, pelas quartas.

Abel Braga conversou com seus comandados sobre a necessidade de não levar gols neste jogo, pois assim o time terá mais chances de classificação no dia 29 de maio, em Assunção, capital do paraguaia. Os tentos anotados como visitante valem para critério de desempate.

“Na Libertadores é muito complicado levar gols em casa nas eliminatórias. Uma vitória por dois a um, por exemplo, não pode ser um resultado comemorado. Portanto, vamos precisar ser ofensivos, mas sem ficarmos vulneráveis na defesa ou expostos aos contra-ataques do Olimpia, que tem homens de frente muito perigosos”, analisou o técnico tricolor.

A grande preocupação do Fluminense está em conseguir um resultado que deixe os paraguaios nervosos na partida de volta. Isto porque o equilíbrio do rival é um ponto a ser atacado.

“O Olimpia é um time que dificilmente perde o equilíbrio. Portanto, vamos precisar conquistar o resultado na ida e administrar a situação no Paraguai. Eles perderam do Tigre na Argentina e, depois, tiveram tranquilidade suficiente na volta para conseguir justamente o resultado que interessava. Teremos que tentar tirar essa estabilidade deles”, receitou o volante Edinho.

Em relação ao último jogo na Libertadores, o triunfo por 2 a 0 sobre o Emelec, o Fluminense terá o desfalque do meia Thiago Neves, vetado por conta de um desconforto muscular na panturrilha esquerda. Rhayner será o substituto.

Pelo lado do Olimpia, o técnico Hugo Ever Almeida procura adotar um discurso de respeito ao oponente, mas sabe o que sua equipe tem que fazer para se classificar.

“O Fluminense, como todo time brasileiro, é digno do nosso respeito. Conta com jogadores experientes e de qualidade. Sabemos que vamos encontrar dificuldades. Mas, para conseguirmos a classificação é muito importante que a gente consiga um grande resultado no Rio de Janeiro, levando a definição da vaga para o Paraguai”, analisou o treinador, que elogiou o Abel Braga.

“É inteligente, costuma armar bons times e sabe jogar a Libertadores. Vamos precisar ser inteligentes para desarmar o que ele está armando para o Olimpia”, pediu Hugo Almeida.

O comandante fará uma modificação na escalação. O volante uruguaio Alejandro Silva foi vetado pela comissão técnica e será substituído por Jorge Báez. A imprensa local suspeita de que Alejandro Silva tenha demonstrado indisciplina momentos antes do embarque do elenco ao Rio de Janeiro.

FLUMINENSE X OLIMPIA

 

FLUMINENSE: Diego Cavalieri; Bruno, Digão, Leandro Euzébio e Carlinhos; Edinho, Jean e Wagner; Wellington Nem, Rhayner e Fred
Técnico: Abel Braga

OLIMPIA: Martín Silva; Julio Manzur, Herminio Miranda e Salustiano Candia; Aquilino Giménez, Jorge Báez, Richard Ortíz, Eduardo Aranda e Sebastián Ariosa; Juan Salgueiro e Fredy Bareiro
Técnico: Ever Almeida

 

Local: São Januário, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 22 de maio de 2013, quarta-feira
Horário: 22 horas (de Brasília)
Árbitro: Roberto Silvera (Uruguai)
Assistentes: Mauricio Espinosa e Carlos Changala (ambos do Uruguai)