Futebol Nacional

TEMPO FECHADO

Em decorrência de forte neblina, avião do América é impedido de pousar em Chapecó

Piloto foi obrigado a conduzir aeronave para Florianópolis, a cerca de 555 quilômetros de distância. Paulo Comelli não promoverá atividade antes de jogo com Chapecoense

postado em 19/07/2013 17:27 / atualizado em 19/07/2013 20:59

Charles Guerra/Agência RBS

A delegação do América encontrou problemas no trajeto de Belo Horizonte até Chapecó, em Santa Catarina, local da partida contra a Chapecoense, neste sábado, às 16h20, pela nona rodada da Série B. Por conta de uma forte neblina, o piloto do avião foi obrigado a deixar as imediações do Aeroporto Serafim Enoss Bertaso e seguir rumo ao Aeroporto Internacional Hercílio Luz, na capital Florianópolis, a 555 quilômetros de distância.

O voo da Gol que levou os jogadores do América partiu de Belo Horizonte na manhã desta sexta-feira e o pouso em Chapecó estava marcado para 14h40. O avião sobrevoou a pista durante 40 minutos, mas as condições climáticas no momento eram bastante instáveis.

Por causa do mesmo problema, três voos de outras companhias aéreas também foram cancelados, conforme informou um funcionário do aeroporto de Chapecó à reportagem do Superesportes. O tempo fechado fez com que o funcionamento do local fosse interrompido às 13h30.

A delegação do América terá de esperar até 22h30 para decidir se embarca ou não rumo ao interior de Santa Catarina. A previsão é que o Aeroporto Serafim Enoss Bertaso volte a funcionar à noite, já que a pista e as próprias aeronaves têm boa iluminação, o que facilita a visão do piloto.

Se optasse por seguir de ônibus, por exemplo, o grupo gastaria cerca de oito horas entre Florianópolis e a cidade do interior, o que tornaria a viagem muito cansativa. Esta possibilidade, entretanto, foi descartada. Por outro lado, o técnico Paulo Comelli não programou nenhum treino com bola antes de enfrentar a Chapecoense na Arena Condá.