Futebol Nacional

TIME LIGADO!

Tardelli garante Atlético atento contra o Olímpia: 'Aprendemos contra o Newell's

Atacante disse que não quer passar pelo mesmo sofrimento das fases anteriores

postado em 16/07/2013 13:11 / atualizado em 16/07/2013 14:10

Alexandre Guzanshe/EM/D.A Press


Rodrigo Fonseca

Enviado especial a Assunção

Tensão, susto e drama. O Atlético passou por isso nos duelos contra Tijuana, do México, e Newell’s Old Boys, da Argentina, válidos, respectivamente, pelas quartas de final e semifinal da Copa Libertadores. Mesmo assim, o Galo superou todos os percalços e foi à decisão. Contra o Olimpia, nesta quarta-feira, a meta é jogar com tranquilidade, conquistar um bom resultado no Estádio Defensores del Chaco e decidir o troféu no Mineirão, em Belo Horizonte. Quem dá a receita para o sucesso é o atacante Diego Tardelli, goleador do torneio ao lado de Jô e Scocco, com seis gols.

“Depois de tudo que a gente passou nessas últimas semanas, com muita tensão, emoção e sofrimento com a torcida, o mais importante foi a classificação para a final. Acredito que não vai parar por aí, mas estamos mais preparados para sofrer menos”, disse Tardelli, que ainda planejou primeiro passo do Atlético rumo ao título inédito da Libertadores.

“A gente vai tentar fazer o resultado e não tomar gols. Se fizermos gol, será mais importante ainda. Na derrota para o Newell’s, o time aprendeu e tomou consciência que é difícil reverter o placar de 2 a 0”, acrescentou o jogador.

Contra o Newell’s Old Boys, o Atlético perdeu o primeiro jogo fora de casa por 2 a 0, mas conseguiu devolver o mesmo placar no Independência e levou a classificação nos pênaltis, por 3 a 2. Na fase anterior da Libertadores, diante do Tijuana, o Galo avançou por ter feito mais gols fora de casa, que servem como critério de desempate. Após empate por 2 a 2 no México, o time alvinegro conquistou a vaga na semifinal através do goleiro Victor, que defendeu uma cobrança de pênalti aos 46 minutos do segundo tempo e garantiu o resultado em 1 a 1 no Independência.

Para Tardelli, é fundamental que o Atlético tenha total atenção diante do Olimpia, ainda mais por se tratar de um jogo fora de casa. Ele ainda ressaltou a possibilidade de a final de um campeonato ser decidida no primeiro jogo, dependendo da vantagem construída pelo time vencedor.

“Foram dois jogos de bastante emoção, tensão. Agora deu para a gente ter consciência do que pode acontecer em uma final. A margem de acerto tem de ser grande. A de erro tem que ser zero. Muitas vezes se decide o campeonato no primeiro jogo”, declarou. “A gente não pode entrar no sono que entramos contra o Newell’s. São detalhes e não podemos cometer. É uma final e não volta mais”, completou.