Futebol Nacional

JUSTIÇA

Decisão judicial bloqueia R$ 40 milhões do Atlético referentes à venda de Bernard

Fazenda Nacional recorreu à Justiça por causa de dívidas do Galo com o fisco

postado em 08/08/2013 11:40 / atualizado em 08/08/2013 17:59

Divulgação

Uma parte significativa do dinheiro da venda do meia-atacante Bernard pode ficar longe dos cofres do Atlético. Segundo decisões dos juízes André Prado de Vasconcelos (juiz federal) e Guilherme Bacelar de Patrício de Assis (juiz substituto), da 25ª vara Federal de Belo Horizonte, R$ 40,4 milhões referentes à venda do jogador ao Shakhtar serão bloqueados em favor da Fazenda Nacional, por causa de dívidas do clube com o fisco. Os bancos brasileiros já receberam comunicado do Sistema de Informação do Banco Central (Sisbacen) para resguardar a quantia.

As decisões do juiz federal substituto Guilherme Bacelar de Patrício de Assis pedem bloqueios de R$ 24.002.694,27 e R$ 4.506.562,68, em dois processos distintos. Já o despacho do juiz federal André Prado de Vasconcelos ordena o bloqueio de R$ 11.917.262,97.

O Shakhtar Donetsk anunciou nesta quinta-feira a compra de Bernard por 25 milhões de euros (cerca de R$ 77 milhões). O montante que caberá ao Atlético ainda não foi informado oficialmente.

A negociação do meia-atacante é a mais vultosa da história do Atlético. Antes dele, as maiores vendas foram de Diego Tardelli para o Anzhi, da Rússia, em 2011, por 8 milhões de euros, e de Gilberto Silva para o Arsenal, em 2002, por US$ 7 milhões.

Além do Shakhtar, os outros interessados em Bernard eram o Porto, de Portugal, que fez uma oferta de 20 milhões de euros para pagar em três parcelas, e o Tottenham, da Inglaterra, que ofereceu 18 milhões de euros para pagar em cinco anos.

Tags: bernard justiça atletico