Futebol Nacional

SÉRIE A

Para não completar a quina

A sequência sem triunfar não é a pior do alvinegro na temporada

postado em 10/08/2013 09:12

Samuel Venâncio/TV Alterosa


Sem vencer há quatro partidas, o Atlético vê os líderes do Campeonato Brasileiro se distanciarem cada vez mais e a zona de rebaixamento continua sendo um incômodo para Cuca, jogadores e torcida. A cobrança é por resultados favoráveis e reação imediata, a começar pelo duelo com o Náutico neste sábado, às 18h30, na Arena Pernambuco – onde o Galo jogará pela primeira vez.

A sequência sem triunfar não é a pior do alvinegro na temporada em que conquistou o maior título da sua história: a equipe já chegou a amargar seis partidas de jejum, com derrotas para Cruzeiro (2 a 1), Coritiba (2 a 1) e Vasco (2 a 1), além empates com o Tijuana (2 a 2 e 1 a 1) e São Paulo (0 a 0).

O momento não chega a ser de críticas pesadas, já que o treinador aprovou a exibição no empate com o Botafogo, na última rodada, no Independência. Foi justamente quando Ronaldinho Gaúcho reassumiu o papel de líder, depois de desfalcar o time por causa de desgaste físico. “O Ronaldinho correu bem mais diante do Botafogo devido ao trabalho específico que fez. Às vezes um ou outro jogador tem de melhorar um pouquinho”, afirma o comandante.

R10 fez tratamento para se livrar de dor na coxa direita e está confirmado no time, apesar de não ter participado de treino no Arruda, ontem, assim como Diego Tardelli. Embora exames não tenham apontado lesão na coxa direita do atacante, ele será preservado pela comissão técnica. Luan cumpre suspensão automática e deve ser substituído pelo volante Rosinei.

“É uma função diferente da minha e vou procurar fazer o que o treinador sempre pede. Com apoio dos companheiros, não tenho encontrado dificuldade em jogar no time titular. Estou bem preparado psicologicamente. Quero ganhar meu espaço aos poucos e mostrar minha qualidade ao treinador”, diz Rosinei, que já marcou quatro gols em 2013.

INJEÇÃO DE ÂNIMO Qualquer que seja o resultado neste sábado diante do Atlético, o Náutico não deixará a zona de rebaixamento, mas o técnico Zé Teodoro acredita que conquistar os três pontos diante do campeão da América será a injeção de ânimo que os jogadores precisam para busca a reabilitação. “Estamos cientes dos erros que cometemos. E quando se erra se paga caro na Série A. Temos que levar isso de lição”, ressalta o treinador.

O time alvirrubro só venceu duas vezes na competição: bateu Flamengo (1 a 0), fora de casa, e goleou o Internacional (3 a 0), na Arena Pernambuco. Na derrota para o Goiás por 2 a 1, no Serra Dourada, última partida da equipe, o zagueiro Luiz Eduardo, que vinha atuando improvisado na lateral esquerda, sofreu uma lesão na coxa e deve dar lugar a Oziel.

Náutico x Atlético

Náutico
Ricardo Berna; Auremir, Jean Rold, William Alves e Oziel; Elicarlos, Derley, Peña e Tiago Real; Rogério e Maikon Leite
Técnico: Zé Teodoro

Atlético
Victor; Marcos Rocha, Réver, Leonardo Silva e Júnior César (Richarlyson); Pierre, Josué, Rosinei (Alecsandro) e Ronaldinho Gaúcho; Diego Tardelli e Jô
Técnico: Cuca

Estádio: Arena Pernambuco
Horário: 18h30
Árbitro: Ítalo Medeiros de Azevedo (RN)
Assistentes: Marco Antônio de Melo Moreira (GO) e Andrea Marcelino de Sá (RJ)
TV: Pay per view

Tags: atlético náutico brasileiro jejum sequência vitória Arena Pernambuco