Futebol Nacional

COPA DO BRASIL

Boa fase defensiva é trunfo do Galo contra Seedorf e poderio ofensivo do Botafogo

Cariocas fizeram gol em todos os jogos como mandante do ano, mas o Atlético não foi vazado nas últimas três partidas; clubes se enfrentam nesta quinta-feira, no Maracanã

postado em 20/08/2013 08:02 / atualizado em 19/08/2013 20:07

Divulgação/Botafogo
De um lado, um ataque que fez gol em todos os jogos como mandante em 2013, é campeão carioca e líder do Brasileirão. Do outro, o campeão mineiro e da Libertadores, que tem a defesa como um dos trunfos e não sofre gol há três partidas. Botafogo e Atlético promete ser um duelo importante pela Copa do Brasil, quinta-feira, no Maracanã.

“É um time que está bem, entrosado, confiante. No Maracanã, temos que jogar fechados e trazer o jogo para casa, onde sempre nos damos bem”, analisa o atacante Diego Tardelli, que deve voltar ao time titular após se recuperar fisicamente.

A missão do Galo é fazer como nas três últimas partidas: ficar 90 minutos sem sofrer gol. Contra o Internacional, domingo, por exemplo, o Galo suportou a pressão mesmo com um jogador expulso desde o primeiro tempo.

"No geral foi muito bom esse ponto porque é o terceiro jogo consecutivo que a gente não toma gol e o quarto que a gente está invicto", afirmou o técnico Cuca.

A boa fase da defesa é uma credencial que aumenta as chances do clube chegar nas quartas de final da Copa do Brasil. Anular o camisa 10 Seedorf é a missão que ajuda a enfraquecer o ataque adversário.

“Eles têm um cara no grupo que comanda bem, é um grande jogador, faz coisas dentro de campo que poucos fazem. É uma peça fundamental nesse duelo. Mas nossa equipe é muito experiente e sabe o que fazer para fazer uma grande partida”, afirma o meia-atacante Fernandinho.

Segundo Diego Tardelli, Seedorf é uma referência para o Botafogo como Ronaldinho Gaúcho para o Atlético. “Faz muita diferença. É como se fosse o Ronaldo aqui, Réver, que é o capitão. Dá para perceber isso no Botafogo. Ele orientando os jogadores, pela experiência que tem. Merece toda atenção”.