Futebol Nacional

Pernambucano

Mesmo depois de vaias, Martelotte afirma que clima é de "tranquilidade" no cargo

Treinador coral, mais uma vez, foi chamado de "burro"

postado em 18/03/2013 08:54 / atualizado em 18/03/2013 09:45

Especulou-se que um resultado negativo em Serra Talhada causaria a demissão do treinador Marcelo Martelotte. A derrota não aconteceu por pouco. O gol de Flávio Caça-Rato pode ter livrado, pelo menos por enquanto, o emprego do técnico. Embora tenha sido outra vez chamado de “burro” pela torcida, no intervalo da partida, e ter virado alvo de vaias depois do apito final, o comandante coral afirma que o clima é de “tranquilidade” em relação à sua permanência no cargo. Na coletiva de imprensa após o jogo, ele demonstrava, realmente, um semblante de alívio.

“O time reagiu e correspondeu, principalmente no 2º tempo. Não foi tão ruim assim para nós”, minimizou Martelotte. “Vamos agora ter uma semana para trabalhar. Provamos que temos um grupo de qualidade e estamos evoluindo a cada jogo”, complementou.