Futebol Nacional

SANTA CRUZ

Técnico do Santa Cruz pontua necessidade de maior movimentação do time coral

Marcelo Martelotte garantiu ainda que mais chances aparecem para a equipe tricolor em estilo de jogo mais aberto

postado em 20/09/2020 09:09 / atualizado em 20/09/2020 11:01

(Foto: Rafael Melo/Santa Cruz)
Na noite deste sábado o Santa Cruz protagonizou um empate sem gols com a equipe do Manaus, em um jogo fora de casa. Avaliando a equipe e as mexidas que fez durante o segundo tempo da partida, o treinador Marcelo Martelotte gostou do que viu e justificou as mudanças que realizou. Agora, destacando a atuação dos jogadores corais na etapa complementar de forma isolada, ele revelou uma maior necessidade de movimentação e assegurou que o Santa Cruz lida com mais chances quando está inserido um estilo de jogo mais aberto.

“(No segundo tempo) o jogo ficou mais aberto, o adversário se expôs um pouco mais. No primeiro tempo a gente teve muita posse de bola, mas o adversário não nos pressionou, não abriu espaços nas costas para que pudéssemos jogar”, rememorou inicialmente.

O comandante revelou também que ainda durante o primeiro tempo do jogo, o elenco coral encenou mudanças nas posições táticas da equipe, mas não teve o efeito esperado. Além disso, o treinador destacou a mudança de ritmo do jogo, quando a parte ofensiva das duas equipes se destacou mais - somente no segundo tempo. 

“A gente ainda precisa de um pouco mais de movimentação, fizemos algumas trocas de posição durante o primeiro tempo para confundir a marcação adversária, e não tivemos muito êxito. A postura veio também do adversário, que buscou mais o gol, nos deu mais dificuldades, mas nosso time tem muita qualidade técnica e num jogo mais aberto a gente tem mais chances”, complementou Marcelo Martelotte.
 
Agora, o próximo adversário do Santa Cruz em disputa pela Série C do Campeonato Brasileiro será o Jacuipense, no Arruda, no dia 28 deste mês.