Futebol Nacional

SANTA CRUZ

Em empate do Santa Cruz, Mayco Félix é destaque com dois gols, mas Rangel deixa a desejar

Toty, que marcou o gol de empate nos minutos finais, também recebe boa nota, enquanto Pery e Didira ficam como destaques negativos

postado em 28/09/2020 22:28 / atualizado em 28/09/2020 22:54

(Foto: Rafael Melo/Santa Cruz)
No jogo desta segunda-feira, contra o Jacuipense, o Santa Cruz apresentou uma série de altos e baixos. Dos bons momentos ofensivos às falhas defensivas; de salvadas atrás aos apagões na frente, a constância não foi ponto forte os corais na partida.

Se o centroavante Victor Rangel praticamente não apareceu no jogo e saiu no intervalo quase sem participar do jogo, Mayco Félix, atuando como segundo atacante, foi decisivo, marcou dois e teve outras boas chances de selar a vitória coral. Assim, os parceiros de ataque viveram opostos e saem como destaques nos extremos opostos das notas.

Toty, que deu assistência para o segundo gol e marcou o terceiro também sai como destaque positivo, apesar de apresentar deficiências na defesa, inclusive falhando no lance do terceiro gol baiano. Didira e Jaderson, pouco ativos no ataque; Perí, que falhou em diversos lances na defesa; e Elivelton, que errou no lance do segundo gol e cometeu um pênalti não marcado, também recebem notas baixas.

NOTAS

Maycon Cleiton - 6,5
Toty - 7
Danny Morais - 6
Elivelton - 5
Perí - 4,5
(Léo Gaúcho) - s/n
André - 6
Paulinho - 5,5
(Tinga) - s/n
Didira - 4,5
Jáderson - 5
Mayco Félix - 8
Victor Rangel - 3,5
(Negueba) - s/n