Futebol Nacional

SANTA CRUZ

Focado na fase final, elenco do Santa Cruz vê derrota como oportunidade de melhoras

Na visão do zagueiro William Alves e do volante André, o tropeço do Santa não deve atrapalhar a jornada coral na Série C

postado em 26/11/2020 16:21

(Foto: Rafael Melo/Santa Cruz)
A derrota do Santa Cruz no último fim de semana foi a primeira desde o retorno de Marcelo Martelotte ao time, há mais de dois meses. A grande sequência invicta que o Santa tinha era um forte elemento para a confiança coral, que poderia ficar abalada após o tropeço frente ao Manaus, mas não atrapalha o elenco e ainda garante crescimento, como afirmam o zagueiro William Alves e o volante André.

Para o cabeça de área, a vitória manauara aconteceu em um bom momento, uma vez que dá ao elenco coral, a lembrança de que ele não é imbatível e que precisa da dedicação máxima na fase decisiva. "Não é bom perder, mas graças a deus foi agora,  que a gente pode entender que a gente não é imbatível, que, uma hora, a gente vai perder. Sabendo disso, a gente vai lutar cada vez mais. Melhor disso foi agora, que a gente pôde aprender mais, entender que não somos imbatíveis para chegar na próxima fase com mais gana, com mais vontade de vencer".

André foi além e reforçou que a derrota chegaria em algum momento e, assim, não interfere no caminho da equipe. “Não atrapalha de jeito nenhum. A gente sabe que no futebol, um tem que perder, e, infelizmente, no último jogo, perdemos, e dentro de casa, que é pior ainda. Perdemos a invencibilidade grande, de um pouco mais de um ano, mas não atrapalha para o resto da competição, porque a gente sabia que uma hora ia chegar, nenhum time fica, a gente não ia ficar um ano, dois anos sem perder. Uma hora ia chegar essa derrota”.

Para o experiente William Alves, o cenário é parecido, com um elenco com oportunidade de aprender e com a lembrança de que os resultados desta etapa não serão levados para o quadrangular final.  “Essa derrota traz lição. Perder nunca é bom, mas se tirar lição da derrota, você acaba evoluindo. Acho que nosso grupo é maduro nesse sentido, sabe que na próxima fase é uma outra competição. Nada do que a gente fez nessa primeira fase vai ser levado para a próxima fase.”

Assim, priorizando a correção dos erros e a dedicação nos treinos, William se afirmou consciente. “A gente tem essa consciência e sabe dos pontos que a gente pode evoluir e corrigir. Marcelo (Martelotte) tem falado muito com a gente nesse sentido, então a gente está muito focado nesses dois próximos jogos, para o ápice que é a próxima fase. A gente tem se dedicando muito nos treinos e nesses dois próximos jogos, para chegar na próxima fase 100%”.