Futebol Nacional

Ansiedade

Roger pode voltar ao ataque do Sport depois de quase três meses parado

Martelotte mostrou interesse de colocar atacante durante a partida contra o Joinville

postado em 02/07/2013 08:39 / atualizado em 02/07/2013 08:47

Brenno Costa /Diario de Pernambuco

Roger nem se lembra há quanto tempo não pisa o gramado de um estádio para disputar um jogo oficial. A última vez foi traumática. No dia 14 de abril, ele estava no Arruda para disputar um clássico com o Santa Cruz. Ajudou no empate em 2 a 2 ao marcar um dos gols da partida. No mesmo duelo, contudo, saiu de campo com uma fratura no pé direito e teve que passar por uma cirurgia na sequência. Só agora ele está (quase) pronto para retornar.

“Estou com saudade. É muito tempo longe desse clima de jogo. Estou feliz de estar treinando e me sentindo melhor a cada dia. Todos sabem que a forma não é a ideal ainda, mas estou disposto a jogar. Mais uma vez, a gente está pronto para ir a Joinville tentar ajudar o grupo”, disse o centroavante, que ainda precisa recuperar o melhor do condicionamento físico.

Talvez por isso, Roger ainda está atrás na disputa com Felipe Azevedo e Marcos Aurélio por uma vaga no ataque. Ainda assim, ele tem a confiança do técnico Marcelo Martelotte – que já sinalizou com a possibilidade de colocar o centroavante em ação no decorrer da partida com o Joinville. “Ele está longe da sua forma ideal, mas a ideia é levá-lo e aproveitá-lo durante a partida”, disse o comandante rubro-negro.

Para provar que está com a recuperação bem encaminhada, Roger conta com a “ajuda” dos colegas de treino. A cada entrada de Rtihely e Renan, ele se sente melhor preparado. “Não temo mais. Já está tranquilo. É claro que eu sofri um pouco com esse pé. Desde a pré-temporada que eu sentia dor. Estou mancando um pouco ainda, mas isso é mania. Não é nada demais. A cada lance disputado com Rithely e Renan, eu me sinto mais confiante”, disse, brincando com o excesso de disposição dos companheiros.