Futebol Nacional

Tranquilo

Marcelo Martelotte nega crise iminente no Sport. "Eu não acredito em fase"

Treinador rubro-negro não se deixa levar pela oscilação da equipe e garante que o Leão vai se recuperar. "Não há nenhum time que não vá passar por momentos difíceis", diz

postado em 05/08/2013 14:45 / atualizado em 05/08/2013 15:46

Alexandre Barbosa /Diario de Pernambuco

Teresa Maia/DP/D.A Press
O Sport provou da dinamicidade do futebol e da volatilidade do ânimo do torcedor. O time vivia o céu após as quatro vitórias seguidas após a parada para a Copa das Confederações, mas passou a viver o inferno com as duas últimas derrotas. O cenário ainda não é de crise. Mas o limite está próximo. O resultado da partida desta terça-feira, contra o ASA-AL, será decisivo nesse sentido.

O técnico Marcelo Martelotte não se deixa levar pelo humor da torcida. A análise dele sobre a situação do Sport na Série B continua a mesma. "Falar em boa ou má fase é relativo. Eu não acredito em fase. Acredito num trabalho que é feito com um objetivo final, que é o acesso da equipe", afirmou o treinador, que acha que o Leão não será o único a oscilar na competição. "Não há nenhum time que não vá passar por momentos difíceis. Todo mundo vai passar por isso. Mas nós vamos superar com a qualidade do nosso trabalho".

A avaliação da atuação do Sport na derrota para a Chapecoense também permanece inalterada. Martelotte reforçou a opinião de que o time não fez uma má partida e que as circunstâncias levaram ao resultado ruim. "O jogo do América-MG, sim, foi ruim. Não tem argumento. Esse jogo com a Chapecoense foi muito parecido com o do Avaí, só que, no final, em vez de tormarmos a virada, fomos lá e fizemos o gol de falta e ganhamos por 2 a 0. O resultado tem um peso grande na análise da partida", comentou o técnico.