Futebol Nacional

SÉRIE B

Guia da Série B: times, reforços e projeções de jornalistas [parte 2]

Veja análises de profissionais responsáveis pelas coberturas dos clubes

postado em 25/05/2021 06:00 / atualizado em 24/05/2021 22:50

(Foto: Montagem com fotos de divulgação dos clubes)
 
Com a ambição de alcançar uma vaga na elite do futebol nacional, 20 clubes iniciam, na próxima sexta-feira, a disputa da Série B do Campeonato Brasileiro. O torneio será histórico em 2021, já que cinco campeões da Série A - número recorde - estão entre os participantes (Botafogo, Coritiba, Cruzeiro, Guarani e Vasco).
Superesportes apresenta, nesta terça-feira (25/05), a segunda parte do guia completo da Série B. O conteúdo foi dividido em quatro (cinco clubes por dia) e será publicado até quinta-feira, véspera do início do torneio.

Abaixo, veja o desempenho das equipes nos estaduais, as contratações realizadas para a competição nacional, prováveis escalações, os destaques e artilheiros. Além disso, repórteres espalhados pelas mais diferentes regiões do Brasil detalham as expectativas em torno dos clubes. 

Veja, abaixo, informações e análises sobre CSAConfiançaCoritibaCruzeiro Goiás:
 
 
 
  • Nome do clube: Centro Esportivo Alagoano 
  • Posição no último Brasileiro: 5º lugar na Série B
  • Desempenho no Estadual: Campeão (12 jogos, 5 vitórias, 6 empates e 1 derrota - aproveitamento de 58,33%)
  • Técnico: Bruno Pivetti
  • Artilheiro em 2021: Dellatorre (12 gols)
  • Destaque: Dellatorre
  • Reforços para o Brasileiro: Wellington (zagueiro) e Gabriel Tonini (volante).

 
 
Carlos Potência Melo, Jovem Pan AM de Alagoas"Com esse elenco que o CSA tem, ele vai sofrer bastante na Série B. Não conseguiu realizar uma boa campanha na Copa do Nordeste, não conseguiu avançar na Copa do Brasil e tropeçou em alguns jogos do Campeonato Alagoano, que tem um nível muito baixo. 
 
O presidente Rafael Tenório me disse que acha que tem um time competitivo. Claro que é competitivo para as competições que o CSA disputou até aqui, mas a Série B é outro nível. O CSA conta com apenas 26 jogadores no elenco. O time tem problemas no setor defensivo, no meio-campo e no ataque. Se não contratar de cinco a seis jogadores, acho que o CSA pode até cair para a Série C. Com o elenco que tem no momento não vai a lugar algum". 
 
 
  • Nome do clube: Associação Desportiva Confiança
  • Posição no último Brasileiro: 15º lugar na Série B
  • Desempenho no Estadual: Semifinalista (12 jogos, 7 vitórias, 3 empates e 2 derrotas - 66,66% de aproveitamento)
  • Técnico: Rodrigo Santana
  • Artilheiro em 2021: Bruninho (5 gols) - deixou a equipe 
  • Destaque: Nery Barreiro
  • Reforços para o Brasileiro: Victor Salinas (zagueiro); João Paulo (lateral-esquerdo); Rodrigo Santana (técnico).

Thiago Barbosa, TV Sergipe“O Confiança começa a Série B sob olhares desconfiados porque o primeiro semestre foi muito ruim, com eliminações precoces no Campeonato Sergipano, na Copa do Brasil e na Copa do Nordeste. Daniel Paulista deixou o comando azulino por causa desta campanha ruim e já foi anunciado no Guarani-SP. No lugar dele, assumiu Rodrigo Santana, ex-Atlético, Avaí e Coritiba. Será dele a missão de tentar ao menos a permanência na Série B.
 
O principal destaque no primeiro semestre foi o meia Bruninho, que foi emprestado pelo Galo, mas acabou deixando o clube sergipano para ser emprestado ao Juventude, que vai disputar a Série A. 

O elenco recebeu alguns reforços nos últimos dias, como o zagueiro Victor Sallinas e o lateral-esquerdo João Paulo. Outras peças devem ser anunciadas antes da estreia na competição nacional. Uma das grandes esperanças do time é que o atacante Neto Berola, já bastante rodado no futebol brasileiro, possa render no Sabino Ribeiro o que já rendeu em outros lugares”.
 
 
  • Nome do clube: Coritiba Foot Ball Club
  • Posição no último Brasileiro: 19º lugar na Série A
  • Desempenho no Estadual: 9º colocado (11 jogos, 4 vitórias, 2 empates e 5 derrotas - 42,42% de aproveitamento)
  • Técnico: Gustavo Morínigo
  • Artilheiro em 2021: Léo Gamalho (6 gols)
  • Destaque: Léo Gamalho
  • Reforços para o Brasileiro: Henrique (zagueiro) e William Alves (atacante)
 
Daniel Piva, Rádio Transamérica Curitiba: “O planejamento e investimento do Coritiba apontam que o clube confia no retorno imediato à elite do futebol brasileiro. Embora o time tenha feito bons jogos na temporada 2021, as últimas partidas e a eliminação ainda na primeira fase do Campeonato Paranaense geram grandes questionamentos. Já são cinco partidas sem vencer (quatro derrotas e um empate) e a nona colocação no Estadual é a pior marca desde 1988. Os resultados ruins causam turbulência no clube, que demitiu o CEO José Carlos Brunoro e teve a renúncia do vice-presidente Marcelo Almeida.

Dentro de campo, as principais apostas do técnico paraguaio Gustavo Morínigo são nos experientes goleiro Wilson, volante William Farías, o meia Rafinha e o atacante Léo Gamalho. Além do recém contratado zagueiro Henrique, que ainda não reestreou pelo clube. No entanto, algumas posições preocupam, casos da lateral esquerda e dos atacantes de lado, já que Romário, Waguininho, Cerutti e Igor Paixão ainda não se firmaram na temporada. A tendência é de que o Coxa anuncie novas contratações nos próximos dias”.
 
 
  • Nome do clube: Cruzeiro Esporte Clube
  • Posição no último Brasileiro: 11º lugar na Série B
  • Desempenho no Estadual: Semifinalista (13 jogos, 6 vitórias, 2 empates e 5 derrotas - 51,28% de aproveitamento)
  • Técnico: Felipe Conceição
  • Artilheiro em 2021: William Pottker e Matheus Barbosa (3 gols)
  • Destaque: Fábio
  • Reforços para o Brasileiro: Flávio (volante).
 
Vinícius Grissi, TV Band“Acho que o Cruzeiro chega numa condição bem melhor em relação ao ano passado. Por ter um trabalho mais bem estruturado de campo e por não começar com seis pontos a menos. Embora seja, pelo desempenho e pelo elenco, um forte candidato ao acesso, é preciso ter muita atenção aos impactos dos problemas extra-campo, principalmente os de ordem financeira, que foram cruciais para brecar a reação no ano passado. Se conseguir blindar o campo, mesmo com ainda algumas lacunas no elenco, deve vai pelo acesso”.
 
 
  • Nome do clube: Goiás Esporte Clube
  • Posição no último Brasileiro: 18º lugar na Série A
  • Desempenho no Estadual: 7º lugar (12 jogos, 3 vitórias, 4 empates e 5 derrotas - 36,11% de aproveitamento)
  • Técnico: Pintado
  • Artilheiro em 2021: Vinícius Lopes (5 gols)
  • Destaque: Vinícius Lopes
  • Reforços para o Brasileiro: Reynaldo (zagueiro); Hugo (lateral-esquerdo); Caio Vinícius (volante); Dieguinho (meia);  Alef Manga (atacante).
 
Charlie Pereira, Sistema Sagres de Comunicação"O Goiás atravessa um dos piores momentos financeiramente em sua história. Pouca receita e a necessidade de diminuir gastos, além de formar um time competitivo para buscar o acesso. Foi muito mal no Goianão, terminando em 7º lugar. O sinal de alerta foi ligado, e a diretoria esmeraldina foi ao mercado em busca de contratações e as que mais chamaram a atenção do torcedor foi Alef Manga (artilheiro do Carioca) e Bruno Mezenga (artilheiro do Paulista). Discurso de acesso no clube, mas terá que provar em campo que tem time para isso"

Tags: serieb cruzeiroec interiormg futnacional goiasgo coritibapr csaal confiançase