Goiás

CAMPEONATO BRASILEIRO

Atlético domina lanterna Goiás, goleia no Mineirão e mantém liderança do Brasileiro

Keno, Nathan e Marrony garantiram o triunfo, em jogo válido pela 15ª rodada

postado em 10/10/2020 22:54 / atualizado em 10/10/2020 23:50

(Foto: Juarez Rodrigues/EM/D.A Press)

Ao melhor estilo Jorge Sampaoli, o líder Atlético foi dominante, ofensivo e correu pouquíssimos riscos na noite deste sábado, no Mineirão. Com gols de Keno, Nathan e Marrony, o time alvinegro goleou o lanterna Goiás por 3 a 0, em partida válida pela 15ª rodada do Campeonato Brasileiro.


Com o resultado, o Atlético alcança os 30 pontos em 14 jogos disputados e garante a liderança da Série A por mais uma rodada. Os principais perseguidores são o vice-líder Flamengo (27), o terceiro colocado São Paulo (26) e o quarto Internacional (25), que recebe o Athletico-PR neste domingo, a partir das 20h30, no Beira-Rio. Já o Goiás segue na última colocação, com nove pontos em 12 partidas.

O Atlético volta a campo nesta quarta-feira, a partir das 21h30. Novamente no Mineirão, o time alvinegro enfrentará o Fluminense, pela 16ª rodada. Às 18h do dia anterior, o Goiás visita o Flamengo, no Maracanã, em partida adiada da 11ª rodada.

Imbatível em casa

O Atlético é o único dos 20 times da Série A que ainda não perdeu pontos como mandante. Em sete jogos no Mineirão, são sete vitórias. Se consideradas todas as competições, a equipe alvinegra alcançou a marca de 12 triunfos consecutivos no estádio.

Domínio completo


Foi um primeiro tempo de domínio absoluto do Atlético. Como era de se esperar, o time jogou ao estilo Jorge Sampaoli, impôs um futebol ofensivo desde o minuto inicial e encurralou o lanterna Goiás no campo de defesa. E os números não deixam mentir: os donos da casa tiveram impressionantes 73% de posse de bola, trocaram quase 200 passes a mais e finalizaram 12 vezes (contra nenhuma do adversário).

Diante de um rival bastante recuado, o Atlético jogou um futebol de paciência. Jair, Hyoran e Nathan eram os responsáveis principais por encontrar companheiros em boas condições. Os mais acionados eram os pontas Keno, um dos grandes destaques da campanha alvinegra na Série A, e o garoto Sávio, que, aos 16 anos, foi titular do time profissional pela primeira vez.

O volume de jogo atleticano, porém, demorou a dar resultado. O primeiro gol saiu apenas aos 41’, após a arbitragem assinalar um pênalti bastante questionável do goleiro Tadeu em Eduardo Sasha. Na cobrança, Keno deslocou o arqueiro esmeraldino: 1 a 0. Apenas quatro minutos depois, o ponta alvinegro fez uma belíssima jogada pela esquerda e cruzou na medida para Nathan, livre, cabecear para as redes e ampliar a vantagem.

Vantagem ampliada no fim

Pouco mudou o cenário do jogo na segunda etapa. Ainda que já estivesse em vantagem, o Atlético manteve a postura ofensiva, maior posse de bola e mais finalizações. O Goiás até tentou se arriscar, mas parecia não ter força - e nem qualidade - para atacar os donos da casa. Nas poucas vezes em que time alviverde ameaçou, o goleiro Everson foi bem e impediu maiores estragos.

Mesmo com menos intensidade que no primeiro tempo, o Atlético criou as melhores oportunidades. Porém, assim como foi em boa parte da etapa inicial, parou em importantes intervenções de Tadeu. Com a vantagem e sem correr riscos, Sampaoli resolveu dar oportunidade a jogadores como Mailton, Fábio Santos, Marrony e Dylan Borrero.

Aos 46', o Atlético ainda conseguiu ampliar a vantagem. Após mais uma boa jogada de Keno pela esquerda, a bola sobrou para Marrony, que, na segunda tentativa de finalização, estufou as redes: 3 a 0. No fim das contas, triunfo alvinegro e mais uma rodada na ponta do Campeonato Brasileiro. 

ATLÉTICO 3 X 0 GOIÁS

Atlético
Everson; Guga, Réver, Igor Rabello e Guilherme Arana; Jair (Dylan Borrero, aos 33’ do 2ºT), Nathan (Allan, aos 13’ do 2ºT) e Hyoran (Fábio Santos, aos 33’ do 2ºT); Sávio (Mailton, aos 24’ do 2ºT), Keno e Eduardo Sasha (Marrony, aos 33’ do 2ºT)
Técnico: Jorge Sampaoli

Goiás
Tadeu; Pintado, David Duarte (Miguel Figueira, aos 39’ do 2ºT), Fábio Sanchez e Jefferson (Caju, no intervalo); Gilberto (Heron, aos 27’ do 1ºT), Breno, Shaylon (Keko, aos 32’ do 2ºT) e Daniel Bessa; Vinícius Lopes e Rafael Moura
Técnico: Enderson Moreira

Motivo: 15ª rodada do Campeonato Brasileiro
Local: Mineirão, em Belo Horizonte
Data e horário: 10 de outubro de 2020, às 21h

Gols: Keno, aos 41’, Nathan, aos 45’ do 1ºT, e Marrony, aos 46' do 2ºT (ATL)
Cartão amarelo: Pintado, aos 15’ do 2ºT (GOI)

Árbitro: Vinícius Gonçalves Dias Araújo (SP)
Assistentes: Alex Ang Ribeiro (SP) e Daniel Paulo Ziolli (SP)
VAR: Rodrigo Nunes de Sá (RJ)

Tags: galo brasileiro campeonato brasileiro brasileirao atleticomg interiormg serie a futnacional seriea goiasgo