CAMPEONATO MINEIRO

Com grupo recheado de jovens da base, Cruzeiro enfrenta Boa pelo Campeonato Mineiro e dá início à temporada de reconstrução

Time celeste usará estadual como laboratório visando à disputa da Série B

postado em 22/01/2020 06:03 / atualizado em 22/01/2020 17:12

(Foto: Edesio Ferreira/EM/D.A Press)
Um mês e meio depois do rebaixamento à Série B, o Cruzeiro dá início à temporada de reconstrução em jogo contra o Boa, às 21h30 desta quarta-feira, no Mineirão, pela primeira rodada do Campeonato Mineiro. Se há pouco tempo os torcedores derramavam lágrimas em função do maior vexame esportivo, hoje reúnem forças para ajudar o clube a sair do buraco ao qual foi jogado pela administração temerária do ex-presidente Wagner Pires de Sá e do ex-vice-presidente de futebol Itair Machado. Graças ao modus operandi da dupla, a dívida total da agremiação alcançou um patamar impagável em curto prazo: R$ 800 milhões, mas com chance de superar R$ 1 bilhão.

A prova de que a torcida abraça o Cruzeiro em seu momento mais difícil é a grande adesão ao ‘Sócio Reconstrução’, com mensalidade de R$ 12. Mais de 37 mil cadastros já foram efetuados, o que significa uma receita anual bruta de R$ 5,3 milhões com o produto - sem considerar renovações em outras categorias de valores maiores. O Núcleo Dirigente Transitório, que tomou frente do clube após a renúncia de Wagner Pires, acredita na possibilidade de atingir o patamar de 100 mil associados ainda este ano.

O pedido da diretoria aos cruzeirenses é de muita paciência. Afinal, 2020 é um ano de enxugar os gastos, sem espaço para salários astronômicos. A única contratação confirmada até agora é a do lateral-esquerdo João Lucas, ex-Ceará. O volante Machado, do Grêmio, está em vias de assinar vínculo de empréstimo de um ano. Nenhum dos dois tem status de estrela. É possível que cheguem mais reforços durante o Campeonato Mineiro, mas as principais investidas vão ocorrer em datas próximas ao início da Série B. Assim, o estadual servirá de laboratório visando ao grande objetivo celeste no ano, que é o regresso à primeira divisão.

Do elenco de 2019, o Cruzeiro emprestou Orejuela ao Grêmio, Henrique ao Fluminense, Jadson ao Bahia, Marquinhos Gabriel ao Athletico-PR, Joel ao Marítimo-POR e Sassá ao Coritiba, além de rescindir os contratos de Egídio e Dodô e não renovar com Ezequiel e Pedro Rocha. Éderson, Thiago Neves e David entraram na Justiça contra o clube por causa de atrasos de salários, enquanto Fabrício Bruno chegou a um acordo amigável depois de também ajuizar ação. Dedé, Ariel Cabral e Fred ainda seguem na Toca, mas estão autorizados a buscar outros caminhos. Já Manoel, que chegou a ser convocado para o jogo contra o Boa, recebeu proposta de uma equipe da Turquia e foi liberado da delegação.

Para repor as saídas, o técnico Adilson Batista solicitou as promoções de 11 jogadores que disputaram a Copa São Paulo de Futebol Júnior: o lateral-direito Valdir, os zagueiros Jonathan e Paulo, o lateral-esquerdo Matheus Pereira; os volantes Jadsom, Pedro Bicalho e Guilherme Liberato; o meia Marco Antônio; e os atacantes Caio, Thiago e Alexandre Jesus. Eles se juntam a outros jovens com idade sub-23: os goleiros Vitor Eudes e Vinícius; o lateral-direito Weverton, os zagueiros Cacá, Arthur e Edu; o lateral-esquerdo Rafael Santos; o volante Adriano, o meia Maurício e os atacantes Welinton, Thiaguinho e Vinícius Popó.

Além dos garotos, o Cruzeiro tem no grupo os goleiros Fábio (39 anos) e Rafael (30), o lateral-direito Edilson (33), o lateral-esquerdo João Lucas (28), o zagueiro Leo (31), os meias Rodriguinho (31) e Robinho (32), e o atacante Judivan (24). “É super tranquilo. Já estou fazendo amizade com os meninos. Tem o pessoal que já estava aqui no ano passado, que me recebeu muito bem. Certamente eles estão apoiando os mais novos. Vai fechar, vai casar uma parceria muito boa. É bom ter a experiência, mas é bom ter os meninos também. No Mineiro, teremos esse tempo de adaptação. Peço paciência ao torcedor, é um momento de reconstrução, o clube está fazendo todos os esforços. Tenho certeza que vai dar certo”, afirmou o recém-contratado João Lucas.

No último sábado, o técnico Adilson Batista observou o Cruzeiro em jogo-treino contra o Guarani de Divinópolis. O time que começou a atividade teve Fábio; Edilson, Cacá, Leo e Rafael Santos; Edu e Adriano; Maurício, Rodriguinho e Welinton; Vinícius Popó. Dessa formação, Popó, que se queixou de dores no dedão do pé, não foi relacionado por opção da comissão técnica.  Portanto, Judivan, que marcou o gol da vitória por 1 a 0 na Toca da Raposa, deverá começar em campo diante do Boa. Adilson ainda cogita a possibilidade de escalar Jadsom no meio-campo e Alexandre Jesus no ataque.

CRUZEIRO X BOA


CRUZEIRO
Fábio; Edilson, Cacá, Leo e Rafael Santos; Edu (Jadsom) e Adriano; Maurício, Rodriguinho e Welinton (Alexandre Jesus); Judivan
Técnico: Adilson Batista

BOA
Renan Rocha; Chiquinho Alagoano, Wesley, Fernando Fonseca e Cesinha (Carlinhos); Claudeci, Caio César e Gindre; Leo Goteira, Carlinhos e Jefferson
Técnico: Nedo Xavier

Motivo: 1ª rodada do Campeonato Mineiro

Local: Mineirão, em Belo Horizonte (MG)

Data: quarta-feira, 22 de janeiro de 2020

Horário: 21h30

Árbitro: Ronei Cândido Alves

Assistentes: Guilherme Dias Camilo e Leonardo Henrique Pereira

Tags: cruzeiro campeonato mineiro raposa boa interiormg adilson batista