AMÉRICA

Lisca elogia superação do América em empate no fim pela Copa do Brasil

Treinador diz que igualdade nos acréscmos foi prêmio pela entrega

postado em 16/09/2020 23:22 / atualizado em 17/09/2020 01:57

(Foto: João Zebral/América)

O empate por 2 a 2 contra a Ponte Preta, nesta quarta-feira, em Campinas, no primeiro duelo da quarta fase da Copa do Brasil, foi encarado com satisfação pelo técnico Lisca. Ele elogiou a superação do América, que entrou em campo desfalcado e ainda teve forças para buscar a igualdade duas vezes no placar. Os times voltam a se enfrentar no próximo dia 22, terça-feira, às 21h30, no Independência. Quem vencer avançará para as oitavas de final e garantirá prêmiação de R$ 2,6 milhões na etapa seguinte.


Lisca disse que o objetivo era buscar o resultado fora de casa, apesar dos desfalques. Além dos lesionados, na véspera da partida o treinador perdeu a dupla de zaga titular, Messias e Eduardo Bauermann, que testaram positivo para COVID-19 e foram afastados. Mesmo fragilizado, o Coelho mostrou muita vontade e foi premiado com o empate aos 47min, quando Felipe Azevedo, depois de longa ausência por causa de lesão, balançou as redes da Macaca e definiu os 2 a 2. O espírito de luta da equipe foi muito destacado pelo treinador.

"Nós viemos aqui para ganhar a partida, mas pelas circunstâncias de jogo, pelas dificuldades, a gente duas vezes atrás no placar contra um time qualificado, que é o da Ponte Preta. É um time que vem muito bem na Série B, com recurso de bolas aéreas e hoje eles foram muito eficientes nisso. Mas eu queria cumprimentar o grupo, o poder de superação, pela recuperação, pelo desempenho de Joseph e Anderson, que estavam há muito tempo sem jogar", elogiou.


"Perdemos o Matheus para essa partida, que é um cara muito importante na nossa articulação de jogo. Quero parabenizar o Marcelo (Toscano) porque fez uma função diferente e foi bem, acabou fazendo gol. Não digo que foi sabor de vitória, mas foi um bom resultado para encaminhar a decisão para a casa. Esse gol foi importante e a gente está achando que esse gol pode ser o da classificação. Mérito para todo o grupo", destacou o comandante.

Lisca considera que o América foi melhor no primeiro tempo, mesmo quando saiu em desvantagem. Na etapa final, o técnico admitiu que o time sentiu o desgaste com a falta de ritmo de alguns jogadores. "Acho que fizemos um grande primeiro tempo apesar de ter tomado o gol cedo. Depois, nós controlamos o jogo, entramos no campo adversário, permitimos muito pouco para eles", avaliou. 


"No segundo tempo, com as três trocas do Brigatti, o time deles teve mais energia, o jogo ficou em bolas longas, o que não é uma característica nossa. A estratégia deles foi assertiva, a gente sentiu um pouco o ritmo da sequência, não conseguimos entrar no campo adversário e nem pressionar muito eles no campo deles. É uma situação que estamos trabalhando porque não vamos conseguir jogar todos os jogos os 90 minutos pressionando os adversários. Estamos trabalhando estratégias novas, mas foi bem interessante o placar e por todas as circunstâncias de desfalques", complementou.

Tags: américa empate coelho copadobrasil interiormg ponte preta lisca