CLÁSSICO

Ovo volta ao tropeiro do Mineirão e 'novidade' é aprovada por torcedores e comerciantes

Comercialização da iguaria com 'zoiúdo' voltou no clássico entre Cruzeiro e Atlético

postado em 18/09/2016 18:10 / atualizado em 18/09/2016 20:11

Roger Dias/EM/D. A Press

Desde que o Mineirão foi modernizado para receber a Copa das Confederações e a Copa do Mundo, o feijão tropeiro do estádio perdeu uma de suas atrações: o ovo frito. E ele voltou a ser comercializado no prato no clássico deste domingo, entre Cruzeiro e Atlético, válido pela 26ª rodada do Campeonato Brasileiro.

E a 'novidade' agradou a todos. As filas aumentaram, o tropeiro vendeu mais. Ainda não é o movimento do antigo Mineirão, mas, aos poucos, a retomada das velhas tradições vai cativando o público.

Pelo menos é assim que pensam os vendedores no Gigante da Pampulha. “As vendas aumentaram, mas o movimento ainda não é o que a gente está esperando. Mesmo assim, o pessoal gostou e ficou empolgado com a volta do ovo”, disse Dilma Barral, proprietária do Bar B do Mineirão.

O público gostou. Se nas arquibancadas cada torcedor tem sua preferência, nos corredores a preferência é pelo time tropeiro. E com ovo frito, como era anteriormente.

Roger Dias/EM/D. A Press

“O tropeiro tem que ser tradicional, igual era antigamente, nos bons tempos do Mineirão. E o ovo frito faz parte dele, da tradição do torcedor mineiro”, disse o atleticano Rodrigo Acácio. A opinião é a mesma do cruzeirense Renato Alex. “Acho que está bacana da forma que ele vem. Gosto dele assim mesmo. Se estivesse da outra forma, sem o ovo frito, ficaria sem graça”.

Até a Minas Arena, administradora do Mineirão, aproveitou o retorno do tropeiro para fazer uma jogada de marketing. Junto com o prato, o torcedor recebia um panfleto no formato do 'zoiúdo': “Chega de saudade”.

Roger Dias/EM/D. A Press