CAMPEONATO MINEIRO

Presidente da FMF prevê acordo por liberação de cruzeirenses no Independência

Castellar Guimarães Neto se posicionou neste domingo, no Mineirão

postado em 30/04/2017 21:41 / atualizado em 30/04/2017 21:49

Rodrigo Clemente/EM/D. A Press

O presidente da Federação Mineira de Futebol, Castellar Guimarães Neto, declarou neste domingo, no Mineirão, que um acordo deve ser alinhado na reunião de terça-feira, na sede da entidade, para que a torcida do Cruzeiro possa comparecer ao segundo jogo da decisão do Campeonato Mineiro, marcado para o estádio Independência, no dia 7 de maio.

A Polícia Militar, que antes condicionava a realização do jogo no Horto à presença de uma só torcida – no caso a do Atlético, clube mandante -, reconsiderou sua posição e garantiu que, em havendo acordo entre os clubes e a Federação, oferecerá todas as garantias de segurança para atleticanos (90%) e cruzeirenses (10%) dividirem as arquibancadas.

Diante desse posicionamento, Castellar disse que tudo caminha para a liberação dos cruzeirenses. “A expectativa da Federação, inclusive, é de que, evidentemente, a torcida do Cruzeiro seja permitida de assistir à partida. Nós todos sabemos do investimento que foi feito naquele estádio, da competência da nossa Polícia Militar, e temos, portanto, a plena convicção que, de mãos dadas, todas as partes envolvidas vão encontrar uma solução para essa questão”, disse, à Rede Minas.

Por conta do veto inicial da Policia Militar à sua torcida no Independência, o Cruzeiro chegou a acionar o Ministério Público Estadual, a secretaria de estado de segurança pública e o comando geral da PM. Desde então, a corporação admitiu a realização do segundo clássico com as duas torcidas, embora admita que o Independência não é o estádio adequado para receber partidas dessa magnitude.

”O posicionamento da Polícia Militar é que o jogo pode acontecer no Independência sim, seja ele com torcida única, seja ele com torcia 90/10, seja da forma que a FMF e os clubes assim decidirem. (...) A Polícia Militar fará a segurança e o policiamento na segunda partida no Independência, volto a dizer, da forma que for deliberado por quem tem competência para essa deliberação”, disse comandante geral da Polícia Militar de Minas Gerais, Helbert Figueiró, referindo-se à reunião de terça-feira, na sede da FMF.

No primeiro jogo da final do Mineiro, Cruzeiro e Atlético empataram por 0 a 0 no Mineirão. Para ser campeão, basta ao Galo um empate no Independência. Já o time celeste precisa de uma vitória simples.

Tags: cruzeiroec atleticomg interiormg cruzeiro galo final independência decisão mando castellar