Internacional
1

FUTEBOL NACIONAL

Sobis admite corpo mole em Inter x Cruzeiro no Beira-Rio em 2016

Jogador afirmou ter 'tirado o pé' em partida contra o clube que o revelou para o futebol

postado em 18/01/2022 17:00 / atualizado em 18/01/2022 18:24

(Foto: Ricardo Duarte/Internacional)

Rafael Sobis admitiu ter feito corpo mole em um jogo do Cruzeiro contra o Internacional, clube que o revelou para o futebol. A declaração foi dada em entrevista ao canal do jornalista Duda Garbi no YouTube. De acordo com o ex-atacante, a partida em questão foi em 26 de novembro de 2016, pela 37ª rodada do Campeonato Brasileiro, no Beira-Rio, em Porto Alegre.

O Inter precisava ganhar para se manter com chances de permanecer na Primeira Divisão - era o 17º, com 39 pontos -, enquanto o Cruzeiro estava na intermediária da classificação, em 12º, com 48.

Após ter conversado com ex-companheiros de clube, dirigentes e até mesmo o técnico Lisca, Sobis evitou “pisar na área” colorada para não correr o risco de fazer um gol. Além disso, ele revelou ter cobrado um escanteio para o alto para facilitar a defesa do goleiro Danilo Fernandes, o que irritou profundamente o técnico Mano Menezes.

“Se o Cruzeiro ganhasse do Inter, o Inter caía. Muita gente do Inter me ligou. Olha o jogo. Eu não entrei na área! Não entrei na área. Teve uma jogada que foi um escanteio, e a gente estava pressionando muito, sabe? A gente sente o jogo. Pô, estamos perto de fazer um gol. Estamos perto de fazer um gol. Cara, eu bati o escanteio no céu. Bati o escanteio, e a bola viajou muito. Eu não bato daquela maneira. A bola foi na mão do Danilo. Quando bati, foi do lado do nosso banco. O Mano Menezes percebeu, né?! É da bola. Ele me xingava de um jeito e eu falava: ‘calma, cara!’. E tava 0 a 0”.

O Cruzeiro teve boas chances para balançar a rede, mas o Inter saiu vencedor ao fazer 1 a 0 aos 30 minutos do segundo tempo com o meia-atacante Valdívia, que driblou Alisson e Lucas Romero, levou a bola para perto da meia-lua e bateu colocado na gaveta.

Após o apito final, Rafael Sobis foi cumprimentado por integrantes da delegação do Internacional. “Eu não entrei na área. Até o Fernando Carvalho (ex-presidente do Inter) me agradeceu. O Lisca, que era o treinador, me agradeceu. Falou comigo antes do jogo”.

O antigo camisa 7 da Raposa lembrou também um lance em que chutou de maneira despretensiosa quase da linha lateral e por pouco não surpreendeu Danilo Fernandes. “Teve uma hora que dei um chute cruzado e a bola quase entrou, nada a ver. Quase do escanteio. Se entrasse eu estava ferrado”.

A vitória sobre o Cruzeiro não foi suficiente para tirar o Inter da zona de rebaixamento na 37ª rodada. O time chegou a 42 pontos no Brasileirão, dois a menos que o 16º colocado, Sport, e acabou rebaixado na 38ª rodada ao empatar por 1 a 1 diante do Fluminense, no estádio Giulite Coutinho, no Rio de Janeiro. No ano seguinte, o Colorado retornou à Série A ao terminar a Segunda Divisão como vice-campeão, com 71 pontos.

Curiosamente, Sobis teve provavelmente a sua melhor atuação com a camisa do Cruzeiro no Brasileirão de 2016 justamente no duelo contra o Internacional, no Independência, em Belo Horizonte, em 4 de agosto. O atacante anotou três gols na vitória por 4 a 2, pela 18ª rodada, e ajudou a equipe a respirar na briga para sair do Z4.

Rafael Sobis conquistou títulos importantes pelos dois clubes. No Inter, foi bicampeão da Copa Libertadores de 2006 e 2010 e marcou 54 gols em 214 jogos. No Cruzeiro, ganhou a Copa do Brasil em 2017 e 2018 e balançou a rede 37 vezes em 177 partidas.

Tags: Cruzeiro serieb interiormg futnacional Rafael Sobis internacionalrs seriea