NÁUTICO

Via mandado de segurança, Náutico consegue manter jogo contra Juventude para o domingo

Partida havia sido transferida para a segunda-feira à pedido do Ministério Público que alegou baixo efetivo policial por conta de show de rock

postado em 20/09/2019 17:36 / atualizado em 20/09/2019 17:37

<i>(Foto: Paulo Paiva/DP )</i>
Após ter uma decisão favorável no STJD, que julgou improcedente o pedido do Paysandu de tentar impugnar a partida que garantiu o acesso à Série B, o Náutico teve nesta sexta-feira outra vitória nos tribunais. Dessa vez na justiça comum. Após entrar junto à Federação Pernambucana de Futebol e a CBF com um mandato de segurança, a diretoria alvirrubra conseguiu manter o jogo de volta da semifinal da Série C, contra o Juventude, para o próximo domingo, às 18h, nos Aflitos.

Na quinta-feira, a partida havia sido transferida para a próxima segunda, às 20, após o juiz Flávio Augusto Fontes de Lima, do Juizado Especial Cível e das Relações de Consumo e Criminal do Torcedor da Capital, acatar solicitação do Ministério Público de Pernambuco para modificar a data do confronto, alegando falta de efetivo da Polícia Militar. Isso porque, no domingo, também acontece o show do roqueiro norte-americano Bon Jovi, no estádio do Arruda.

Por conta da indefinição, o Náutico chegou a suspender a venda de ingressos para o confronto contra o Juventude, mas as vendas já foram retomadas. Até a noite da quinta-feira, 5.413 bilhetes já haviam sido vendidos antecipadamente. 

Após perder o jogo de ida por 2 a 1, em Caxias do Sul, o Náutico precisa de uma vitória por dois gols de vantagem para avançar à inédita final da Série C. Caso o triunfo seja por apenas um gol de diferença, a decisão irá para os pênaltis. Qualquer outro resultado beneficia o Juventude. Os dois clubes, além de Confiança e Sampaio Corrêa estão garantidos na Série B de 2020.