Oeste

SÉRIE B

América não sai do zero contra o Oeste e amplia jejum de vitórias na Série B

Coelho decepciona e fica no empate sem gols no Independência

postado em 23/07/2019 23:23 / atualizado em 24/07/2019 01:33

<i>(Foto: Ramon Lisboa/EM/D. A. Press)</i>
América não conseguiu fazer valer o mando de campo e completou o quarto jogo sem vitórias na Série B do Campeonato Brasileiro. Com o empate sem gols diante do Oeste, nesta terça-feira, no Independência, o Coelho ampliou o jejum de triunfos em casa e fechou a 11ª rodada em penúltimo lugar, com sete pontos, um a mais que o Guarani-SP, o novo lanterna. 

Coelho até ditou o ritmo da partida, mas não conseguiu balançar as redes. Os jogadores mostraram intensidade e ímpeto a cada disputa de bola. O Oeste, segunda melhor defesa da Série B, veio a Belo Horizonte com uma postura claramente defensiva. O time paulista até tentava contragolpear, mas esbarrava em seus próprios erros de passe e na forte marcação americana.

América volta a treinar nesta quarta, às 14h30, no CT Lanna Drumond. O time terá nova chance de se redimir diante de seu torcedor. Na próxima rodada do Campeonato Brasileiro da Série B, o Coelho recebe o Atlético Goianiense (sétimo colocado, com 18 pontos) no Independência, às 19h15 de sexta-feira (26).

Iniciativa americana


O primeiro tempo teve domínio americano. O Coelho finalizou 11 vezes, contra três arremates do Oeste. O time da casa teve 55% de posse de bola, contra 45% da equipe paulista.

A primeira finalização do jogo foi do América. Aos 4 minutos, após escanteio cobrado da direita, Paulão subiu bem e cabeceou. A bola passou à direita do gol de Glauco.

Matheusinho foi o jogador mais ativo da equipe americana nos primeiros 15 minutos de partida, tentando organizar as ações ofensivas do time.  

Aos 11’, Felipe Azevedo tentou nova jogada. O atacante arriscou de pé direito, de fora da área, mas pegou muito mal na bola, que passou por cima da meta rubro-negra. Aos 17’, Azevedo teve uma boa oportunidade de abrir o marcador. Após interceptar uma inversão de bola mal feita pelo lateral-direito Cicinho, do Oeste, o atacante americano dominou e invadiu a área pela ponta direita, finalizando com força, de pé direito. A bola passou muito perto da trave esquerda de Glauco.

Juninho foi outro a desperdiçar. O volante recebeu um bom passe de Matheusinho dentro da meia-lua. Ele teve tempo para posicionar o corpo e bater chapado, de pé direito, à esquerda do gol.

Quando o cronômetro marcava 20 minutos, Jonatas Belusso recebeu dentro da área e finalizou rasteiro, de canhota, porém sem força e sem direção. Aos 27’, o atacante teve nova chance, após uma bola alçada na área do Oeste. Paulão ajeitou de cabeça e Belusso chutou com vontade, mas para longe do gol. 

O primeiro lance de perigo do Oeste foi aos 36 minutos. Bruno Lopes bateu forte de fora da área e Jori espalmou. Na cobrança de escanteio, o goleiro americano se atrapalhou ao cortar o cruzamento, mas se recuperou a tempo de impedir a chegada do volante rubro-negro Marquinhos à bola.

Felipe Azevedo foi quem mais finalizou a gol. Aos 37 minutos, em cobrança de escanteio da direita, o atacante cabeceou, mas Glauco abraçou a redonda sem maiores problemas.

Aos 43’ Thiaguinho ajeitou a bola na área americana. Os jogadores do América pediram toque de mão, mas o jogo seguiu. Bruno Lopes aproveitou a oportunidade e finalizou por cima do gol, no último lance de perigo da etapa inicial. 

Mais do mesmo


O Oeste voltou para a segunda etapa sem Bruno Paraíba, seu centroavante de referência. No lugar dele, Renan Freitas apostou na velocidade de Roberto.

Nos primeiros minutos do segundo tempo, o América continuou tendo mais posse de bola e tentando ser mais ofensivo. Porém, como o time não conseguia furar o bloqueio do time visitante, a torcida começou a pedir a entrada do atacante Neto Berola. Felipe Conceição, entretanto, optou por uma alteração diferente da solicitada pelas arquibancadas, e mandou a campo o atacante França, em lugar de Jonatas Belusso, aos 15’ do segundo tempo.

Aos 27’, Matheus Oliveira invadiu a área americana, mas perdeu no corpo para Paulão. O atacante do Oeste pediu pênalti, mas o árbitro Vinícius Gomes do Amaral ordenou que ele se levantasse e mandou o jogo seguir.

A resposta do América veio três minutos depois. Juninho roubou uma bola e seguiu em direção ao gol e foi derrubado na risca da meia lua. Na cobrança de falta Matheusinho bateu em cima da barreira. 

Quando o relógio marcava 30 minutos, o técnico Felipe Conceição resolveu atender o pedido da torcida e mandou o atacante Neto Berola a campo, no lugar de Matheusinho. O atacante tentou algumas jogadas pela ponta esquerda, mas sem sucesso.

O jogo seguiu a mesma tônica. Bruno Lopes finalizou novamente aos 37 minutos. De novo com muita força, mas por cima do gol. Zé Ricardo deu o troco para o América logo em seguida, mas também finalizou para fora.

AMÉRICA 0 X 0 OESTE


América: Jori; Leandro Silva, Paulão, Ricardo Silva (C) e João Paulo (Sávio, 21’/2ºT); Zé Ricardo, Willian Maranhão, Juninho e Matheusinho (Neto Berola, 30'/2ºT); Felipe Azevedo e Jonatas Belusso (França, 15’/2ºT). Técnico: Felipe Conceição.
 
Oeste: Glauco; Cicinho, Cléber Reis, Caetano e Conrado; Thiaguinho, Wallace Bonilha, Mazinho (Fábio, 29’/2ºT), Elvis (Mateus Oliveira, 18/2ºT) e Bruno Lopes; Bruno Paraíba (Roberto, no intervalo). Técnico: Renan Freitas.

Motivo: 11ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro
Estádio: Independência, em Belo Horizonte
Data: terça-feira, 23 de julho de 2019
Horário: 21h30
Árbitro: Vinícius Gomes do Amaral (RS)
Assistentes: Michael Stanislau (RS) e André da Silva Bitencourt (RS)

Cartões amarelos: Bonilha (30’/2ºT)

Público: 1.085 pagantes

Renda: R$5.130,00

Tags: oestesp coelho americamg interiormg futnacional serieb