Palmeiras

CRUZEIRO

Cruzeiro confirma punição na Fifa por dívida de Willian, mas descarta perda imediata de pontos no Campeonato Brasileiro

Clube foi punido em primeira instância em ação do Zorya, da Ucrânia

postado em 10/07/2019 08:44 / atualizado em 10/07/2019 14:57

<i>(Foto: Juarez Rodrigues/EM/D.A Press)</i>
Não bastasse a má fase do Cruzeiro em campo, com o time na zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro, e as investigações que a diretoria sofre na Justiça, o clube ainda corre o risco de receber nova punição, desta vez no âmbito desportivo. Segundo informação do colunista Ancelmo Gois, do jornal O Globo, o Cruzeiro pode perder seis pontos no Brasileirão por determinação da FIFA.

A entidade máxima do futebol mundial, através do Comitê Disciplinar, puniu o Cruzeiro em primeira instância por uma dívida de quase 1,5 milhão de euros (cerca de R$ 6,3 milhões na cotação atual) que possui com o clube ucraniano Zorya Luhansk, pela contratação do atacante Willian Bigode, em 2013. 
 
O diretor de comunicação do Cruzeiro, Valdir Barbosa, confirmou a ação na Fifa, mas descartou a perda imediata de pontos. Ele ressaltou que a resolução da causa pode demorar mais de um ano, somados os períodos de novo julgamento e prazo para quitação da dívida (em caso de condenação no Tribunal Arbitral do Esporte - TAS). 

“Não existe isso de perda de pontos. O Cruzeiro foi punido em primeira instância, mas recorreu e ganhou a liminar. Isso vai ser julgado agora daqui a oito a dez meses. Se perder a ação, o clube paga. Se perder a ação, o clube ainda tem até 90 dias para realizar o pagamento”, declarou ao Superesportes

Willian chegou ao Cruzeiro em julho de 2013 como “contrapeso” da venda do meia Diego Souza ao Metalist, da Ucrânia. À época, ele assinou contrato de empréstimo de um ano, com o clube tendo opção de compra de 100% dos direitos econômicos por 3,5 milhões de euros.

A dívida inicial era de 1 milhão de euros, mas aumentou devido aos juros. A pendência do Cruzeiro referente a três parcelas é com o Zorya Luhansk, que passou a ser o responsável pelo processo desde que o Metalist foi excluído da Liga da Ucrânia em decorrência de dívidas.

Willian deixou o Cruzeiro com destino ao Palmeiras em 2017, em troca definitiva envolvendo o armador Robinho. O atacante segue no clube paulista e se recupera de cirurgia no joelho direito. 

No Cruzeiro, Willian disputou 185 jogos, sendo 140 como titular, marcou 40 gols e distribuiu 24 assistências. Ele foi peça importante do time de Marcelo Oliveira na conquista do bicampeonato brasileiro de 2013 e 2014. O atacante também faturou o Campeonato Mineiro de 2014 pela Raposa. 

Posteriormente à divulgação da notícia e às declarações de Valdir Barbosa, o Cruzeiro publicou nota oficial sobre o caso. Leia a íntegra abaixo:

O Cruzeiro, conforme nota oficial da FIFA divulgada ontem, não corre nenhum risco de perda de pontos no Campeonato Brasileiro ou qualquer outra competição que esteja disputando.

Há um processo tramitando na FIFA, do FC Zorya da Ucrânia contra o Cruzeiro Esporte Clube, relativo à transferência do atleta William Bigode.
 
O Cruzeiro EC perdeu a causa em primeira instância, mas, em seguida, entrou com um recurso conseguindo uma liminar que foi aceita pela FIFA e pelo CAS - Corte Arbitral do Esporte. Um novo julgamento será marcado  dentro de aproximadamente 10 meses. Segundo nosso advogado internacional, Dr. Breno Tanuri, se houver nova derrota, o Clube terá 90 dias para efetuar o pagamento da dívida.
 
Diante disso, não há nenhuma verdade quando se fala em perda de pontos. 

Tags: interiormg futnacional cruzeiroec seriea nacional palmeirassp