1

Em jogo truncado, Verdão vence Santo André e confirma vaga

postado em 21/04/2011 18:12

O Palmeiras não jogou bem diante do Santo André, mas cumpriu a obrigação de alcançar a vaga nas quartas de final da Copa do Brasil. Em uma partida extremamente truncada em que os talentos de Kleber e Valdivia não fizeram a diferença, o Verdão venceu o Santo André por 1 a 0 nesta quinta-feira, no Pacaembu, com gol de Danilo de cabeça.

Com a presença de um grande público (quase 35 mil pessoas), o Palmeiras entrou em campo desfrutando da vantagem da vitória por 2 a 1 no encontro de ida. Mesmo atrás no confronto, o Santo André ficou atrás durante todo o tempo e criou dificuldades com sua marcação.

Nas quartas de final, o Palmeiras espera o classificado do confronto entre Coritiba e Caxias. Na ida, o time paranaense venceu por 4 a 0. O encontro de volta será apenas na semana que vem.

Antes, o Palmeiras volta a se concentrar no Campeonato Paulista. No domingo, disputa uma vaga às semifinais do torneio diante do Mirassol, no Pacaembu.

O jogo
A presença maciça do público tornou o Pacaembu um caldeirão. Na base do abafa, o Palmeiras tentou aproveitar a pressão ao seu favor no início. Em cobrança de falta de Marcos Assunção pela esquerda, o goleiro Neneca apenas olhou, mas João Paulo salvou praticamente em cima da linha.

Enquanto isso, o Santo André traçou a estratégia de explorar as bolas aéreas, já que pecava pela falta de criatividade no meio-campo. Qualquer falta em favor dos visitantes no campo de ataque gerava um levantamento na área alviverde e um sentimento de apreensão na torcida.

Ainda assim, o Palmeiras tinha o domínio das ações. As chances só não eram criadas em um número expressivo porque o Verdão errava justamente no último passe antes da finalização. O Santo André conseguia fazer uma marcação eficiente.

Pouco antes do intervalo, o Palmeiras mudou a estratégia e explorou as jogadas individuais. Na ponta esquerda, Luan deixou Alex para trás, mas parou em saída corajosa de Neneca. Pouco depois, Valdívia não conseguiu passar por Magno e discutiu com o árbitro ao pedir uma falta.

Na saída do intervalo, o volante Marcos Assunção mostrou a dificuldade dos 45 minutos iniciais. "Jogo decisivo é assim, as equipes usam a força. Está muito truncado. Mesmo rebaixado no Paulista, o Santo André está jogando tudo aqui porque é a única competição que lhe resta", alertou.

Para o segundo tempo, o Palmeiras teve uma mudança por necessidade: Leandro Amaro substituiu o lesionado Thiago Heleno. Mas Felipão cobrou uma mudança de postura: "Precisamos brigar menos com o juiz e trabalhar a bola", observou.

Só que o segundo tempo começou preocupante para o Palmeiras. Aos três minutos, Deola fez um verdadeiro milagre ao espalmar a cabeçada de Célio Codó. A torcida vibrou com a defesa como se fosse um gol.

O susto acordou o Palmeiras, principalmente Valdivia e Kleber, que passaram a chamar a responsabilidade e proporcionaram perigo. O Santo André, por sua vez, respondeu com a entrada do atacante Borebi no lugar do lateral esquerdo Gilberto. O time do ABC precisava de dois gols para se classificar.

Aos 22 minutos, o Palmeiras acumulou mais uma lesão para a decisão do final de semana contra o Mirassol, pelo Paulistão. Cicinho sentiu uma contusão muscular e cedeu o lugar a João Vitor. Mas a torcida queria a entrada de Wellington Paulista.

E o gol saiu bem na hora em que Wellington Paulista estava na lateral do campo para entrar. Aos 32 minutos, Marcos Assunção cobrou escanteio da esquerda para o desvio de Danilo, sem chances para Neneca. O confronto foi definido neste momento.

No fim, Valdívia começou a provocar com seu famoso "chute no ar" e cavou a expulsão de Anderson. Aos 40 minutos, o Verdão perdeu a chance de ampliar. Kleber desperdiçou o terceiro pênalti contra o Santo André. Desta vez, ele acertou o travessão. Final: 1 a 0.

Ficha técnica
Palmeiras 1 x 0 Santo André


Local: Estádio do Pacaembu
Data: 21 de abril de 2011, quinta-feira
Renda: R$ 985.018,00
Público: 34.716
Horário: 16h (de Brasília)
Árbitro: Raphael Claus (SP)
Assistentes: Carlos Nogueira Junior e Anderson Moraes Coelho (ambos SP)
Cartões amarelos: Alex Silva, Mario Jara, Neneca e João Paulo (Santo André); Valdívia, Thiago Heleno e Luan (Palmeiras)
Cartão vermelho: Anderson (Santo André)
Gol: Danilo, aos 32 minutos do segundo tempo

PALMEIRAS: Deola; Cicinho (João Vitor), Thiago Heleno (Leandro Amaro), Danilo e Rivaldo; Marcos Assunção, Márcio Araújo, Tinga (Wellington Paulista) e Valdívia; Kleber e Luan
Técnico: Luiz Felipe Scolari

SANTO ANDRÉ: Neneca; Anderson, Sandoval e João Paulo; Alex, Magno, Márcio Jará (Chiquinho), Aloísio e Gilberto (Borebi); Célio Codó (Luciano Fonseca) e Rychely
Técnico: Sandro Gaúcho.