Santos

SÉRIE A

Com dúvidas no meio, Botafogo enfrenta Santos para seguir perto dos líderes

Time paulista chega embalado pela vitória fora de casa sobre o Bahia

postado em 21/07/2019 09:27 / atualizado em 21/07/2019 09:30

<i>(Foto: Vitor Silva / Botafogo)</i>
Tentando terminar mais uma rodada dentro da zona de classificação para a Copa Libertadores e procurando se aproximar dos líderes, o Botafogo vai com um dúvida no meio-campo para enfrentar o Santos neste domingo, às 11h, no Engenhão, pela 11ª rodada. O treinador está entre João Paulo e Gustavo Bochecha no time titular.

João Paulo treinou durante a semana entre os 11, mas em vários momentos foi substituído por Gustavo Bochecha, que apareceu bem quando acionado. O treinador confirmou o retorno de Cícero, que foi liberado pelo departamento médico após se recuperar de dores musculares.

"Expectativa que a gente suporte bem essa maratona, quatro jogos em 11 dias. Não tenho a menor dúvida que a gente está preparado. Arranquei o couro deles forte e a gente está preparado. Espero que a gente consiga os resultados que nos interessam", afirmou o técnico Eduardo Barroca.

O treinador vê com grande expectativa o duelo frente a Sampaoli. "Vou ter a oportunidade de enfrentar um profissional do nível dele (Sampaoli), e o Santos, será uma experiência enriquecedora. Espero que a gente possa fazer uma grande partida. Tenho muita confiança no grupo do Botafogo", finalizou.

Há dois jogos sem vitórias, o Botafogo aparece com 16 pontos, sendo uma das surpresas deste Brasileirão. O objetivo é seguir entre os primeiros colocados após o duelo diante do Santos.

Embalado pela vitória fora de casa sobre o Bahia na rodada anterior, o Santos faz sua segunda partida consecutiva pelo Brasileiro longe de seus domínios. E contra o Botafogo, o objetivo é alcançar o quinto triunfo seguido no torneio. O time paulista soma 23 pontos e é o vice-líder da competição, atrás apenas do Palmeiras, justamente o único rival que derrotou o Santos até aqui. Depois de levar 4 a 0 para o time alviverde, a equipe do técnico Jorge Sampaoli empatou sem gols com o Internacional e engatou uma sequência de quatro vitórias. 

Um dos trunfos do Santos para roubar a liderança do Palmeiras é o fato de o time alvinegro estar concentrado apenas no Brasileirão, já que foi eliminado precocemente da Copa Sul-Americana e da Copa do Brasil, enquanto o seu rival paulista e seus principais concorrentes pelo primeiros lugar têm de dividir suas atenções para mais de um torneio.

O volante Jobson e o meia Cueva são os únicos jogadores com os quais Sampaoli não poderá contar no duelo no Rio. O peruano está fora do jogo pois foi liberado a viajar ao seu país natal para visitar o seu terceiro filho, que nasceu de forma prematura, de sete meses. A previsão é de que o jogador retorne na próxima ao Brasil na próxima terça, dia de folga ao elenco. Jobson é desfalque pois se recupera de entorse no tornozelo direito.

Pelo que indicou nos últimos treinamentos, Sampaoli pode promover a entrada de Jean Mota entre os titulares no lugar do zagueiro Gustavo Henrique, que começou a última partida diante do Bahia. O jogador, destaque do time no Paulistão, formaria uma trinca de meio-campistas com Pituca e Sánchez.

"Tenho que me adaptar, ele (Sampaoli) falou comigo e pretende me usar mais assim. Já treinei de extremo, mas posição para eu brigar é nessa função. Pode ser ele que mude botando o meia e eu estaria ali", disse Jean Mota.

No ataque, a dúvida é por conta da presença ou não de Marinho. A tendência é de que ele comece como suplente e Soteldo, Sasha e Uribe permaneçam na formação titular.

Tags: Santos FC botafogo brasileirão futebol botafogorj seriea nacional santossp