Santos

CAMPEONATO PAULISTA

São Paulo utiliza reservas, vence na Vila Belmiro por 3 a 1 e elimina o Guarani no Paulista

Tricolor confirmou a liderança do Grupo C, com 21 pontos, e nas quartas de final vai enfrentar o Mirassol

postado em 26/07/2020 18:37 / atualizado em 26/07/2020 18:42

(Foto: Rubens Chiri / saopaulofc.net)
Mesmo com um time reserva, o São Paulo encerrou a fase de classificação do Campeonato Paulista vencendo o Guarani por 3 a 1, neste domingo, no estádio da Vila Belmiro, em Santos. Com isso, confirmou a liderança do Grupo C, com 21 pontos, e nas quartas de final vai enfrentar o Mirassol, vice com 17. O time de Campinas (SP) perdeu a chance de ir às quartas de final, terminando com 16 pontos no Grupo D, um atrás do Corinthians.

Antes do jogo, o anúncio da escalação do São Paulo levantou desconfiança, já que o técnico Fernando Diniz optou por um time reserva. Manteve apenas o goleiro Tiago Volpi e promoveu a volta de Hernanes como mais experiente para comandar seus companheiros Em tese, poderia ser um fator benéfico ao Guarani, que precisava da vitória para se classificar e eliminar o rival Corinthians.

Mas tudo não passou de imaginação. Bastaram alguns minutos para sentir que os jogadores são-paulinos estavam com enorme disposição. Aos sete minutos, em uma cabeçada, quase que Hernanes abriu o placar. A bola passou perto da trave esquerda de Jefferson Paulino.

O gol saiu aos 11 minutos, quando Everton cabeceou por cima após rebote do goleiro bugrino em chute cruzado de Hernanes. O contra-ataque foi iniciado no meio de campo com a roubada de bola de Brenner e passe direto de Helinho para Hernanes. O São Paulo ganhou mais tranquilidade, tocando bem a bola e explorando os lados do campo para evoluir ao ataque.

Sem outra opção, o Guarani adiantou a marcação e passou a criar dificuldades para a saída de bola do São Paulo, que ganhou espaço para os contra-ataques. Aos 30 minutos, Tiago Volpi fez grande defesa ao espalmar uma cabeçada de Rafael Costa.

A pressão foi crescendo aos poucos e Volpi voltou a evitar o empate duas vezes aos 41 minutos. No primeiro lance, no centro do gol, espalmou um chute forte de Lucas Crispim e, na sequência, em outra cabeçada de Rafael Costa pelo alto. O goleiro deu um tapinha para tirar a bola que estava indo no sentido do gol.

Mas aos 44 minutos, enfim, o Guarani empatou. Lucas Crispim chutou cruzado e Volpi rebateu para frente. Rafael Costa ajeitou e escolheu o canto, deixando tudo igual. Os dois times foram para o intervalo com placar justo.

No reinício do segundo tempo, o São Paulo forçou o seu ataque. Hernanes bateu forte e Jefferson Paulino rebateu para o lado direito. Everton pegou o rebote e levantou na área, onde Bidu tentou afastar de cabeça. Mas a bola caiu nos pés de Helinho, que ajeitou e chutou no canto esquerdo do goleiro para deixar o time tricolor na frente aos dois minutos.

O Guarani se viu obrigado a recomeçar a sua busca pelo empate. Aos nove minutos, quase chegou lá quando Rafael Costa deu um passe curto para Eduardo Person dentro da área. Na tentativa de dar por cima, Volpi, de novo, foi bem e fez a defesa.

Aos 20 minutos o quase chegou a balançar as redes, em um lance duvidoso. Após cruzamento da direita, houve um desvio e um belo chute de virada de Rafael Costa. Ele estava impedido, segundo a arbitragem, mas o lance gerou dúvidas.

Dois minutos depois, o São Paulo ampliou. Paulinho Bóia, que tinha entrado no lugar de Brenner, recebeu a bola no lado esquerdo e arriscou o chute por cobertura. Fez um golaço.

A partir daí, o Guarani se desestruturou. O técnico Thiago Carpini ainda fez suas cinco substituições na tentativa de ganhar mais força. Mas acabou abrindo espaços para os contra-ataques do São Paulo, que usando a velocidade criou mais duas ou três chances para ampliar o placar.

FICHA TÉCNICA

GUARANI 1 x 3 SÃO PAULO

GUARANI - Jefferson Paulino; Pablo, Romércio, Bruno Silva e Bidu; Deivid (Marcelo), Eduardo Person (Igor Henrique), Lucas Crispim (Bruno Sávio) e Arthur Rezende (Waguininho); Rafael Costa (Elias Carioca) e Júnior Todinho. Técnico: Thiago Carpini

SÃO PAULO - Tiago Volpi; Igor Vinícius, Diego, Anderson Martins e Léo; Luan, Liziero (Rodrigo Nestor) e Hernanes (Gabriel Sara); Helinho (Danilo Gomes), Everton (Shaylon) e Brenner (Paulinho Boiá). Técnico: Fernando Diniz.

GOLS - Everton, aos 11, e Rafael Costa, aos 44 minutos do primeiro tempo; Helinho, aos 2, e Paulinho Bóia, aos 22 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Pablo e Deivid (Guarani); Diego (São Paulo).

ÁRBITRO - Salim Fende Chávez.

RENDA E PÚBLICO - Jogo com portões fechados.

LOCAL - Estádio da Vila Belmiro, em Santos (SP).

Tags: saopaulosp corinthianssp palmeirassp seriea santossp paulista2020